Terça-feira, 26 de Agosto de 2014

25 fatos superquentes sobre sexo



Você  às vezes parece que só pensa naquilo. A verdade é que nós achamos que quanto mais se sabe sobre sexo, menos se acerta na trave quando é esse o assunto.
Por exemplo: nós já falamos aqui sobre alguns mitos relacionados ao tema, já questionamos se tamanho é mesmo documento, já comentamos a respeito dos pontos positivos da pornografia, já explicamos alguns fatos bizarros sobre o esperma e já ensinamos aos nossos leitores alguns truques cientificamente comprovados para quem quer ficar mais atraente.
A verdade, minha gente, é que nós queremos que vocês sejam felizes e que, de preferência, sejam cada vez mais entendidos no assunto. Sem mais delongas, confira mais alguns fatos relacionados a sexo a seguir. Por nada.

1 – Aquela dor de cabeça



Ao contrário do que se pensa, dores de cabeça não impedem que você mantenha relações sexuais: muito pelo contrário! Um estudo realizado pela Universidade de Münster com 400 pessoas que sofrem de enxaqueca descobriu que 20% desses pacientes deixam de sentir dor quando fazem sexo e 36% têm uma melhora significativa em seu quadro.
Você provavelmente gosta de ouvir música e não há absolutamente nada de errado com isso. Músicas têm mesmo o poder quase mágico de melhorar nosso humor e nos deixar felizes, inspirados, criativos. Uma pesquisa feita na Inglaterra com 2 mil britânicos descobriu que a música acima, do Queen, ficou em primeiro lugar como a que mais é prazerosa – mais do que sexo, inclusive. É Freddy Mercury, né? A gente entende.
A mesma pesquisa chegou a outro resultado interessante no quesito sexo + música: 40% dos entrevistados afirmam gostar de ouvir uma musiquinha na hora H. E você, o que acha dessa combinação?

3 – Bye, bye, Brasil


Você sabia que 40% dos homens que sofrem ataque cardíaco acabam deixando de fazer sexo? Mas não se assuste. Parece que uma coisa não tem tanto assim a ver com a outra: só 1% dos ataques cardíacos acontecem durante o ato sexual. Menos ruim, né?

4 – Precoces


Uma pesquisa divulgada recentemente pela Pedriatrics And Adolescent Medicine revelou que, em um grupo de 943 adolescentes entre 14 e 19 anos, 28% deles já mandou fotos sem roupas para outras pessoas por meio de mensagens de celular. Vale sempre lembrar que, em épocas de aplicativos como o Secret, é bom ter prudência na hora de mandar esse tipo de imagem.

5 – Para aumentar a vontade


Sem muito ânimo para a vida, de um modo geral? Uma pesquisa realizada com 250 pessoas na Califórnia, nos EUA, revelou que a prática diária de pelo menos 40 minutos de atividade física melhora o desejo sexual. Fica a dica.

6 – Camisinha elétrica


Não só parece uma ideia interessante, como não é apenas uma ideia, mas uma realidade. Os responsáveis pelo produto são pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA e, de acordo com eles, a camisinha elétrica masculina é feita por um tecido condutor preso com um velcro. Esse tecido libera impulsos elétricos que acabam aumentando o prazer da relação.

7 – Não tá fácil pra ninguém


Para você entender de uma vez por todas que fatores externos podem, sim, influenciar sua vida sexual, olha que loucura: uma pesquisa feita na Espanha concluiu que o tempo médio que os espanhóis dedicavam ao sexo caiu de duas horas para apenas 34 minutos depois da crise econômica que abalou o país.

8 – Agora tudo começa a fazer sentido


Sabe aquela pessoa insuportável do seu Facebook que você já até deixou de seguir? Ela vivia fazendo autopromoção e você não tinha mais paciência para esse tipo de comportamento, não é mesmo? Pois então. Talvez não fosse apenas falta de noção, veja só. Uma pesquisa recente descobriu que falar de si mesmo nas redes sociais libera dopamina, a mesma substância que nosso cérebro produz quando estamos fazendo sexo. Vai dizer: isso explica ou não explica MUITA coisa?

9 – Os opostos se distraem


Uma pesquisa do Instituto de Ciências da Evolução de Montpellier descobriu que, quando o assunto é atração, homens acham mais bonitas as mulheres com as quais compartilham algum tipo de semelhança física. E aí, meninas, vocês são fisicamente parecidas com seus amados?

10 – Apenas mais uma obviedade comprovada pela Ciência


Não é uma grande novidade dizer que sexo feito sem vontade não é tão bom assim, mas, se você quer uma comprovação científica da coisa, saiba que pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, avaliaram a vida de sexual de alguns voluntários e concluíram a obviedade. Sexo só é bom quando as duas pessoas estão afim. Lição para a vida.

11 – Perigo!


Se você, homem, moço, rapaz, senhor, pretende que seus espermatozoides gerem um rebento, é melhor deixar de usar o laptop sobre seu colo e passar a usar uma mesinha, só para variar. Uma publicação no Fertility and Sterility revelou que descansar o laptop sobre as coxas pode deixar a qualidade de seus “nadadores” mais baixa. Na dúvida, use a mesinha.

12 – Problemas no trabalho


Uma pesquisa feita com 5.255 homens de Portugal, da Croácia e da Noruega descobriu que o stress e os problemas do trabalho diminuem o apetite sexual dos homens. E aí, vocês concordam?

13 – A preferência


Se por um lado algumas pesquisas nos fazem apenas comprovar obviedades, por outro, algumas nos surpreendem mesmo; mas vamos falar de coisa boa, vamos falar do que é que deixa a mulherada extremamente feliz.
De acordo com uma pesquisa feita por Catherine Hakim, 25% das mulheres ficam extremamente felizes quando fazem sexo. Em compensação, 42% ficam completamente satisfeitas quando adotam um animal de estimação.

14 – Pode tomar viagra por conta própria?


Não pode. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, um em cada cinco homens resolvem tomar viagra por conta própria. A questão é: o medicamento tem contraindicação, sim, e pode ter alguns efeitos colaterais não muito amigáveis, como dores de cabeça intensas e infartos.

15 – Depois de 9 meses você vê o resultado


Agora a coisa ficou séria: mais de 35% dos jovens brasileiros entre 14 e 25 anos simplesmente dispensam o uso da camisinha. Eis uma atitude que, você já devia saber, traz muitos problemas. Por problemas, leia: AIDS, sífilis, gonorreia, herpes, HPV, filhos etc. Se nada disso está nos planos de vida, melhor não arriscar. Você sabia, por exemplo, que 32% das brasileiras entre 14 e 20 anos já engravidaram pelo menos uma vez? Pois é.

16 – Ah, eu não uso camisinha, mas tomo a pílula do dia seguinte


Grandes coisas. Vamos lá: cerca de 25% das meninas brasileiras entre 10 e 15 anos já tomaram a pílula do dia seguinte. O comprimidinho, de fato, costuma resolver o problema de quem não usou camisinha e não quer engravidar. Mas pode ser que ele simplesmente não funcione. Além disso, e as DSTs, como é que ficam nessa história?

17 – Hummmm... Iogurte


Quer ter filhos? Comece a tomar iogurte. Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Tecnologia de Massachussets, o MIT, descobriu que camundongos ficavam mais férteis depois de consumir o alimento. As “camundongas” que tomavam iogurte tiveram ninhadas maiores.
Não estamos dizendo que você é um camundongo, mas estudos realizados com esses animais são sempre representativos para nós, humanos, então é aquela coisa: não custa tentar. Vai que ajuda mesmo?

18 – Ponto para os vegetarianos


Não comer carne não só é uma opção legítima de dieta – e de filosofia de vida – como também parece ser um diferencial na hora do sexo. Uma pesquisa feita na Universidade de Berkeley com alguns macaquinhos comprovou que os animais que se alimentavam de plantas eram muito mais ativos sexualmente do que aqueles considerados carnívoros. Para refletir.

19 – Anticoncepcional para homens é uma possibilidade?


Olha... Possibilidade não é exatamente a palavra. No lugar dela, a gente prefere usar “esperança”. Vamos lá: você já deve ter percebido que muitas descobertas científicas aconteceram devido ao mais puro acaso, certo? Certo.
Foi pesquisando um medicamento contra o câncer em alguns ratinhos que um grupo de cientistas percebeu que, na verdade, o remédio estava matando os espermatozoides dos animais. Quem sabe em um futuro não tão próximo assim a humanidade não descubra um jeito de conter a produção de esperma.

20 – Tá feliz?


Infelizmente, quando o assunto é a própria vida sexual, o brasileiro não está tão satisfeito assim: 51% dos homens entre 18 e 65 anos se dizem infelizes com a própria vida sexual. Entre as mulheres, o índice é ainda maior: 56%. Esses dados foram divulgados pela Durex Global Sex Survey, que realizou uma pesquisa com 1.004 voluntários em todo o país.

21 – Quantas?


Imagine que você ganhou uma cesta enorme de chocolates. Você come um, dois, três, uma dúzia de bombons. E depois come mais um pouco e, de repente, não consegue mais ver chocolate que seu estômago já fica embrulhado. A boa notícia é que sexo não é como chocolate e, na verdade, quanto mais você faz, mais quer fazer.

22 – A pequena morte


É assim que os franceses se referem ao sono incontrolável que a maioria dos homens sentem logo depois do sexo: a pequena morte. A verdade é que os cuecas não dão conta de tanto esforço físico e mental e, assim que o sexo acaba, eles querem mais é dormir um sono profundo. Isso é biológico, não tem nada a ver com você, moça.

23 – Proibido


Nos estados do Alabama e do Mississipi, nos EUA, você provavelmente não vai conseguir comprar vibradores e outros brinquedinhos sexuais, até porque o comércio desses produtos é considerado ilegal por aquelas bandas.

24 – Falando em brinquedinhos sexuais...


Uma pesquisa feita pela sex shop Sh!, de Londres, revelou que 61% das mulheres ficam excitadas apenas com a ideia de comprar um novo acessório sexual. E não para por aí: ao contrário do que você possa imaginar, 66% das mulheres preferem ir até a loja comprar seus acessórios em vez de fazer compras pela internet.

25 – Dificuldades


Apesar de ser considerada o maior símbolo sexual de todos os tempos, a maravilhosa Marilyn Monroe tinha problemas para atingiro orgasmo e, inclusive, fez terapia para isso. Ao que tudo indica, deu certo. =)


publicado por radiomaisto às 01:46
link do post | comentar | favorito
partilhar
Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

6 dicas de uso do WhatsApp que todos deveriam conhecer



O WhatsApp é figurinha carimbada na maioria dos smartphones, somando cerca de 500 milhões de usuários. Isso significa que a empresa, recentemente comprada pelo Facebook, fez muitas coisas certas na hora de produzir o app, mas não quer dizer que não há como melhorar esta experiência.

Abaixo estão algumas dicas de como melhorar a experiência do WhatsApp, com base em uma lista do site HongKiat.com:

Esconder o “visto por último”
Para evitar que as pessoas fiquem sabendo quando você esteve online, você pode desativar este recurso. Para usuários do iOS, basta entrar em Ajustes > Conta > Privacidade > Visto por último e selecionar Ninguém; já no Android, você deve entrar em Configurações > Informações da conta > Privacidade > Visto por último e selecionar Ninguém.
Bloquear o WhatsApp (Android)
Quem nunca se viu na situação incômoda de colocar o celular na mão de alguém torcendo para que esta pessoa não fique bisbilhotando em suas coisas? Para isso existe o Bloquear Messenger e Chat, que inclui um PIN para abrir o aplicativo. Sem esta senha, a pessoa será impedida de acessar suas conversas. Simples assim. O app também funciona para outrosserviços de bate-papo.
Criar atalhos para contatos (Android)
Se você tem o hábito de se comunicar frequentemente com algum grupo ou uma pessoa específica, você pode criar um atalho na página inicial. Assim fica mais fácil enviar mensagens para seus amigos sem precisar abrir o aplicativo. Para isso, basta entrar na área de conversas do aplicativo e pressionar e segurar o contato que gostaria de fixar. Um pop-up irá aparecer; basta apertar Adicionar atalho para a conversa. Contudo, esta ferramenta está disponível apenas no Android.
Impedir fotos do WhatsApp de se misturarem no celular (iOS)
Para quem gostaria de manter as fotos recebidas no WhatsApp exclusivamente no aplicativo é bem simples para quem tem iOS. Para isso, é só entrar em Ajustes > Privacidade > Fotos e desmarcar a opção do WhatsApp.
Mudar de número
Para quem trocou de número mas manteve o mesmo telefone, não é necessário reinstalar o aplicativo. Basta entrar em Configurações > Informações da Conta > Alterar número. A ferramenta guiará o usuário pelo restante do processo.

Noticia retirada do Olhar Digital








publicado por radiomaisto às 22:19
link do post | comentar | favorito
partilhar
Domingo, 3 de Agosto de 2014

23 mitos sobre sexo que você precisa deixar de lado agora


O ano é 2014 e falar sobre sexo é quase tão comum quanto discutir a funcionalidade (ou a falta dela) das redes sociais. A questão é que muito do que se fala sobre sexo é bobagem, mentira mesmo, e é por isso que nós aqui do Mega Curioso fazemos todo o esforço possível para acabar com alguns mitos quando esse é o assunto. Confira algumas balelas abaixo e, por favor, pare de acreditar nelas:

1 – Relação entre os tamanhos

Cientificamente falando, o tamanho do pé não tem relação alguma com o tamanho do pênis. Quando um cara tem pé grande significa, apenas, que ele usa sapatos grandes. Fim de conversa.

2 – Não é documento

É verdade que o tamanho do pênis varia de homem para homem. Idem para a a medida da circunferência. Mas tamanho e formato não têm relação alguma com prazer e eficiência na hora da relação sexual. Seu parceiro ou sua parceira não vão ter menos ou mais prazer por causa do tamanho do seu pênis.
Na verdade, no caso das mulheres, pênis menores estimulam melhor o ponto G. Em alguns casos, quando o membro é muito grande, ele acaba não atingindo a região de extremo prazer feminino.

3 – O gosto do sêmem

Você já deve ter ouvido em algum lugar que o que o sujeito come pode influenciar no gosto do sêmem. Na verdade, isso não é cientificamente comprovado, então não se preocupe em mudar sua dieta. Pelo menos não por esse motivo.

4 – A dor da primeira vez

Nem todas as mulheres têm uma primeira relação sexual dolorida. A dor, na verdade, tem muito a ver com o desconforto do momento e com a tensão. O melhor conselho para a primeira vez é estar confortável e estimulada sexualmente, além, é claro, de explicar a situação ao parceiro e pedir para que ele vá com calma.

5 – É possível engravidar quando já se está grávida

Bizzaro, não é? Mas é verdade. É raro que uma mulher já grávida engravide de novo, mas isso pode acontecer, sim.

6 – Coito interrompido é uma cilada!

Tirar o pênis da vagina rapidão antes de ejacular não é garantia de nada, caro leitor. Primeiro que tem muito homem que não tem controle da própria ejaculação, até mesmo porque o orgasmo é um momento não muito racional, convenhamos. Segundo que, mesmo que ele consiga tal façanha, vale lembrar que os fluídos do pênis já contêm espermatozoides. Terceiro: esse método bizarro evita, no máximo e com sorte, a gravidez, mas e as DSTs, como é que ficam?

7 – Homens pensam em sexo a cada sete segundos

Imagina que loucura seria se isso fosse verdade? É claro que as pessoas pensam em sexo, mas ao que tudo indica esses pensamentos apimentados são mais comuns em homens mesmo. Um estudo feito pela Universidade Estadual de Ohio descobriu que os cuecas pensam em sexo em média 19 vezes por dia, em comida umas 18 vezes e em dormir, 11.

8 – Tomar pílula aumenta o peso

Mentira, mulherada! Podem tomar sem culpa, que isso não é cientificamente comprovado.

9 – Baita exercício

Ou nem tanto. Durante o sexo você queima em torno de 21 calorias, apenas. Ainda assim, é melhor do que nada.

10 – Mulheres não gostam de pornografia

Outra grande mentira! Sabe-se que 85% das mulheres já pelo menos assistiram a algum filme de sacanagem. A verdade é que elas gostam, sim, tanto que a indústria de conteúdo pornográfico já tem até produções feitas especialmente para o público feminino.

11 – E a circuncisão afeta alguma coisa?

Muitos homens acreditam que os circuncisados perdem a sensibilidade na região peniana e, consequentemente, o prazer. Eis outra mentira. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, rapazes.

12 – Mulheres preferem pênis imensos

Mentira. Uma pesquisa bem recente revelou que a mulherada gosta mesmo dos pênis de mais ou menos 16 cm.

13 – O hímen

Muita gente acredita que o hímen é uma barreira vaginal, mas a verdade é que essa estrutura é uma membrana pequena que fica na base da abertura da vagina. Essa membrana pode ser rompida por inúmeras atividades não sexuais e, da mesma forma, é possível ter relações sexuais sem que o hímen se rompa. Ou seja: virgindade não tem nada a ver com hímen intacto.

14 – Masturbação

Uma dica para a sua vida: vá sempre pelo lado mais lógico. Agora vamos ao tópico: se masturbação fizesse crescer pelos nas palmas das mãos ou deixasse as pessoas cegas, o mundo seria composto basicamente de pessoas cegas com as palmas das mãos peludas. Uma coisa não tem relação alguma com a outra.

15 – Usar duas camisinhas protege melhor

Só que não. Tem gente por aí que acha que colocar um preservativo em cima do outro é a melhor solução para evitar a gravidez e, na verdade, é bem o contrário. As camisinhas vão acabar roçando uma na outra e podem arrebentar. Aí depois de nove meses você vê o resultado.

16 – Um pontinho chamado clitóris

O coitado é pequeno e tem gente que ainda nem sabe onde fica. Apesar de ser reconhecido por ser o centro máximo de prazer feminino, saiba que não é bem assim. O clitóris é a ponta do iceberg de uma estrutura de prazer feminino que é muito mais extensa do que você imagina e que percorre toda a vagina. A imagem acima ilustra bem o que estamos falando.

17 – O tamanho da vagina

Da mesma forma que o pênis varia de tamanho de homem para homem, a vagina também não segue um padrão estético, digamos assim. O fato é que o tamanho e o formato de uma vagina não tem relação com a frequência com a qual uma mulher tem relações sexuais ou com o tamanho do pênis de seu parceiro.

18 – Pessoas mais velhas não fazem sexo

É lógico que é muito mais fácil imaginar velhinhos como pessoas assexuadas, mas essa não é bem a realidade, caríssimos. Se o vovô e a vovó estão bem de saúde – mental e fisicamente falando – eles podem fazer sexo como qualquer outro casal. Vivam com isso.

19 – Sobre DST

Nem toda doença sexualmente transmissível é sintomática. Só para você ter ideia, clamídia, gonorreia e herpes são algumas doenças que você pode ter sem apresentar sintoma algum. Na dúvida, seja sempre esperto e use camisinha.

20 – Aumente o tamanho do seu pênis

Quem nunca recebeu um e-mail com o assunto citado acima não sabe o que é internet. A verdade é que você não pode aumentar o tamanho do seu pênis tomando pílulas, usando cintas, fazendo simpatia. Se esse é seu sonho de consumo, vá ao médico e resolva o caso cirurgicamente, que é a única forma de isso um dia acontecer.

21 – Fazer sexo em uma banheira com água quente não engravida

Sabe quando você dá risada ao ouvir uma pessoa mais velha contando que ouvia na infância que meninas poderiam engravidar se sentassem em um banco recentemente usado por um menino? Pois é. Dê a mesma risada se alguém disser que não tem como engravidar fazendo sexo na água. Tem, sim.
Não há nada na água, nem mesmo a temperatura dela, capaz de matar espermatozoides sedentos por um óvulo para chamar de seu. Aceite o fato e, de novo: use preservativo.

22 – Gay ou hetero?

Se você acha que precisa estar em um dos dois rótulos, você deve viver em uma caverna e com certeza está enganado. Já é comprovado cientificamente que a orientação sexual de um indivíduo vai de zero a seis, sendo que zero é heterossexual e seis, homossexual. Ou seja: tem bastante coisa no meio. Um estudo recente sugeriu que METADE da população mundial não se enquadra nem no zero nem no seis.

23 – Ejaculação precoce?

Talvez não. A média de tempo que os homens mantêm é de 5,4 minutos. Qualquer coisa a mais do que isso é lucro.

publicado por radiomaisto às 21:05
link do post | comentar | favorito
partilhar
Quarta-feira, 12 de Junho de 2013

Como construir uma relação a dois baseada na Honestidade


Alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.
Estudos mostram que entre 30% e 60% dos indivíduos casados nos Estados Unidos terão um caso fora do casamento em algum momento da vida. A infidelidade tem aumentado significativamente entre casais na faixa dos 20 anos, como informou o Wall Street Journal ."Entre 1991 e 2006, o número de esposas infiéis com menos de 30 anos aumentou em 20% e o de maridos 45%. As informações são do site YourTango.

Mesmo sem saber os números exatos, a maioria das pessoas sabe da frequência das traições entre casais. Quem não foi traído já traiu ou conhece alguém que já enfrentou a situação: ou seja, a monogamia não funciona muito bem para os humanos. Pensando nisso, alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.

Um estudo feito pela Sociedade Internacional de Medicina Sexual mostra que "as pessoas infiéis são menos propensas a praticar sexo seguro do que as que vivem em um relacionamento aberto” e sugere que os casais liberais ficam menos com outros parceiros do que os tradicionais. Mas como manter um relacionamento sadio e honesto? Veja algumas dicas reunidas pelo site, que indicam pistas para fortalecer a vida a dois e manter ambos menos propensos a crescerem separados. 
Mantenha as amizades: seus amigos trazem diferentes aspectos de sua personalidade, e essas relações ajudam você a não se perder no relacionamento. Bons amigos também oferecem atributos diversos às nossas vidas e podem dar apoio nos momentos difíceis; além de ajudarem a amenizar a pressão que depositamos em apenas uma pessoa ao nos relacionarmos.
Expanda o seu mundo: faça novos amigos e tente coisas novas. Uma pesquisa mostrou que ter um número considerável de amigos íntimos acrescenta anos à sua vida. Quando a pessoa fecha seu mundo para acomodar o outro, a relação sofre. Experimente novas atividades em conjunto com ele também, e esteja aberta aos interesses de cada um.
Continue sendo a pessoa que você era antes de começar a se relacionar: quando você desiste de aspectos próprios, deixa de ser a pessoa que conquistou o parceiro. Ao se moldar de acordo com ele, perde a vitalidade e prejudica a vida a dois.
Permita ao parceiro manter amigos (independentemente do sexo): ao restringir o movimento do seu parceiro, ele vai começar a se ressentir e pode perder o interesse na relação. Seu parceiro precisa manter os amigos pelas mesmas razões que você também tem essa necessidade.
Não minta nem omita: significa não se envolver em atividades com outros homens ou mulheres que não esteja disposta a contar ao parceiro. A verdade é a melhor escolha nessas situações. Quando as pessoas descobrem que foram enganadas por alguém querido, perdem a confiança.
Não fale sobre problemas de relacionamento com um affair: usar alguém que não é imparcial como confidente é imprudente e pode distanciar você do seu parceiro. Afinal, o interesse por essa outra pessoa pode intensificar as suas mágoas atuais.
Não cause ciúmes: esta é uma forma de manipulação. Mesmo que chame a atenção do parceiro, ele não vai gostar e pode, aos poucos, perder o interesse.
Não crie falsas expectativas em outras pessoas que possam estar interessadas emocionalmente em você: seja clara sobre seus limites. Se você quer apenas se divertir, expectativas podem levar o seu parceiro verdadeiro a sentir insegurança caso o affair comece a mandar flores e fazer declarações.


Fonte: Mulher Terra

publicado por radiomaisto às 07:00
link do post | comentar | favorito
partilhar

Como construir uma relação a dois baseada na Honestidade


Alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.
Estudos mostram que entre 30% e 60% dos indivíduos casados nos Estados Unidos terão um caso fora do casamento em algum momento da vida. A infidelidade tem aumentado significativamente entre casais na faixa dos 20 anos, como informou o Wall Street Journal ."Entre 1991 e 2006, o número de esposas infiéis com menos de 30 anos aumentou em 20% e o de maridos 45%. As informações são do site YourTango.

Mesmo sem saber os números exatos, a maioria das pessoas sabe da frequência das traições entre casais. Quem não foi traído já traiu ou conhece alguém que já enfrentou a situação: ou seja, a monogamia não funciona muito bem para os humanos. Pensando nisso, alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.

Um estudo feito pela Sociedade Internacional de Medicina Sexual mostra que "as pessoas infiéis são menos propensas a praticar sexo seguro do que as que vivem em um relacionamento aberto” e sugere que os casais liberais ficam menos com outros parceiros do que os tradicionais. Mas como manter um relacionamento sadio e honesto? Veja algumas dicas reunidas pelo site, que indicam pistas para fortalecer a vida a dois e manter ambos menos propensos a crescerem separados. 
Mantenha as amizades: seus amigos trazem diferentes aspectos de sua personalidade, e essas relações ajudam você a não se perder no relacionamento. Bons amigos também oferecem atributos diversos às nossas vidas e podem dar apoio nos momentos difíceis; além de ajudarem a amenizar a pressão que depositamos em apenas uma pessoa ao nos relacionarmos.
Expanda o seu mundo: faça novos amigos e tente coisas novas. Uma pesquisa mostrou que ter um número considerável de amigos íntimos acrescenta anos à sua vida. Quando a pessoa fecha seu mundo para acomodar o outro, a relação sofre. Experimente novas atividades em conjunto com ele também, e esteja aberta aos interesses de cada um.
Continue sendo a pessoa que você era antes de começar a se relacionar: quando você desiste de aspectos próprios, deixa de ser a pessoa que conquistou o parceiro. Ao se moldar de acordo com ele, perde a vitalidade e prejudica a vida a dois.
Permita ao parceiro manter amigos (independentemente do sexo): ao restringir o movimento do seu parceiro, ele vai começar a se ressentir e pode perder o interesse na relação. Seu parceiro precisa manter os amigos pelas mesmas razões que você também tem essa necessidade.
Não minta nem omita: significa não se envolver em atividades com outros homens ou mulheres que não esteja disposta a contar ao parceiro. A verdade é a melhor escolha nessas situações. Quando as pessoas descobrem que foram enganadas por alguém querido, perdem a confiança.
Não fale sobre problemas de relacionamento com um affair: usar alguém que não é imparcial como confidente é imprudente e pode distanciar você do seu parceiro. Afinal, o interesse por essa outra pessoa pode intensificar as suas mágoas atuais.
Não cause ciúmes: esta é uma forma de manipulação. Mesmo que chame a atenção do parceiro, ele não vai gostar e pode, aos poucos, perder o interesse.
Não crie falsas expectativas em outras pessoas que possam estar interessadas emocionalmente em você: seja clara sobre seus limites. Se você quer apenas se divertir, expectativas podem levar o seu parceiro verdadeiro a sentir insegurança caso o affair comece a mandar flores e fazer declarações.


Fonte: Mulher Terra

publicado por radiomaisto às 07:00
link do post | comentar | favorito
partilhar

Como construir uma relação a dois baseada na Honestidade


Alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.
Estudos mostram que entre 30% e 60% dos indivíduos casados nos Estados Unidos terão um caso fora do casamento em algum momento da vida. A infidelidade tem aumentado significativamente entre casais na faixa dos 20 anos, como informou o Wall Street Journal ."Entre 1991 e 2006, o número de esposas infiéis com menos de 30 anos aumentou em 20% e o de maridos 45%. As informações são do site YourTango.

Mesmo sem saber os números exatos, a maioria das pessoas sabe da frequência das traições entre casais. Quem não foi traído já traiu ou conhece alguém que já enfrentou a situação: ou seja, a monogamia não funciona muito bem para os humanos. Pensando nisso, alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.

Um estudo feito pela Sociedade Internacional de Medicina Sexual mostra que "as pessoas infiéis são menos propensas a praticar sexo seguro do que as que vivem em um relacionamento aberto” e sugere que os casais liberais ficam menos com outros parceiros do que os tradicionais. Mas como manter um relacionamento sadio e honesto? Veja algumas dicas reunidas pelo site, que indicam pistas para fortalecer a vida a dois e manter ambos menos propensos a crescerem separados. 
Mantenha as amizades: seus amigos trazem diferentes aspectos de sua personalidade, e essas relações ajudam você a não se perder no relacionamento. Bons amigos também oferecem atributos diversos às nossas vidas e podem dar apoio nos momentos difíceis; além de ajudarem a amenizar a pressão que depositamos em apenas uma pessoa ao nos relacionarmos.
Expanda o seu mundo: faça novos amigos e tente coisas novas. Uma pesquisa mostrou que ter um número considerável de amigos íntimos acrescenta anos à sua vida. Quando a pessoa fecha seu mundo para acomodar o outro, a relação sofre. Experimente novas atividades em conjunto com ele também, e esteja aberta aos interesses de cada um.
Continue sendo a pessoa que você era antes de começar a se relacionar: quando você desiste de aspectos próprios, deixa de ser a pessoa que conquistou o parceiro. Ao se moldar de acordo com ele, perde a vitalidade e prejudica a vida a dois.
Permita ao parceiro manter amigos (independentemente do sexo): ao restringir o movimento do seu parceiro, ele vai começar a se ressentir e pode perder o interesse na relação. Seu parceiro precisa manter os amigos pelas mesmas razões que você também tem essa necessidade.
Não minta nem omita: significa não se envolver em atividades com outros homens ou mulheres que não esteja disposta a contar ao parceiro. A verdade é a melhor escolha nessas situações. Quando as pessoas descobrem que foram enganadas por alguém querido, perdem a confiança.
Não fale sobre problemas de relacionamento com um affair: usar alguém que não é imparcial como confidente é imprudente e pode distanciar você do seu parceiro. Afinal, o interesse por essa outra pessoa pode intensificar as suas mágoas atuais.
Não cause ciúmes: esta é uma forma de manipulação. Mesmo que chame a atenção do parceiro, ele não vai gostar e pode, aos poucos, perder o interesse.
Não crie falsas expectativas em outras pessoas que possam estar interessadas emocionalmente em você: seja clara sobre seus limites. Se você quer apenas se divertir, expectativas podem levar o seu parceiro verdadeiro a sentir insegurança caso o affair comece a mandar flores e fazer declarações.


Fonte: Mulher Terra

publicado por radiomaisto às 03:00
link do post | comentar | favorito
partilhar

Como construir uma relação a dois baseada na Honestidade


Alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.
Estudos mostram que entre 30% e 60% dos indivíduos casados nos Estados Unidos terão um caso fora do casamento em algum momento da vida. A infidelidade tem aumentado significativamente entre casais na faixa dos 20 anos, como informou o Wall Street Journal ."Entre 1991 e 2006, o número de esposas infiéis com menos de 30 anos aumentou em 20% e o de maridos 45%. As informações são do site YourTango.

Mesmo sem saber os números exatos, a maioria das pessoas sabe da frequência das traições entre casais. Quem não foi traído já traiu ou conhece alguém que já enfrentou a situação: ou seja, a monogamia não funciona muito bem para os humanos. Pensando nisso, alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.

Um estudo feito pela Sociedade Internacional de Medicina Sexual mostra que "as pessoas infiéis são menos propensas a praticar sexo seguro do que as que vivem em um relacionamento aberto” e sugere que os casais liberais ficam menos com outros parceiros do que os tradicionais. Mas como manter um relacionamento sadio e honesto? Veja algumas dicas reunidas pelo site, que indicam pistas para fortalecer a vida a dois e manter ambos menos propensos a crescerem separados. 
Mantenha as amizades: seus amigos trazem diferentes aspectos de sua personalidade, e essas relações ajudam você a não se perder no relacionamento. Bons amigos também oferecem atributos diversos às nossas vidas e podem dar apoio nos momentos difíceis; além de ajudarem a amenizar a pressão que depositamos em apenas uma pessoa ao nos relacionarmos.
Expanda o seu mundo: faça novos amigos e tente coisas novas. Uma pesquisa mostrou que ter um número considerável de amigos íntimos acrescenta anos à sua vida. Quando a pessoa fecha seu mundo para acomodar o outro, a relação sofre. Experimente novas atividades em conjunto com ele também, e esteja aberta aos interesses de cada um.
Continue sendo a pessoa que você era antes de começar a se relacionar: quando você desiste de aspectos próprios, deixa de ser a pessoa que conquistou o parceiro. Ao se moldar de acordo com ele, perde a vitalidade e prejudica a vida a dois.
Permita ao parceiro manter amigos (independentemente do sexo): ao restringir o movimento do seu parceiro, ele vai começar a se ressentir e pode perder o interesse na relação. Seu parceiro precisa manter os amigos pelas mesmas razões que você também tem essa necessidade.
Não minta nem omita: significa não se envolver em atividades com outros homens ou mulheres que não esteja disposta a contar ao parceiro. A verdade é a melhor escolha nessas situações. Quando as pessoas descobrem que foram enganadas por alguém querido, perdem a confiança.
Não fale sobre problemas de relacionamento com um affair: usar alguém que não é imparcial como confidente é imprudente e pode distanciar você do seu parceiro. Afinal, o interesse por essa outra pessoa pode intensificar as suas mágoas atuais.
Não cause ciúmes: esta é uma forma de manipulação. Mesmo que chame a atenção do parceiro, ele não vai gostar e pode, aos poucos, perder o interesse.
Não crie falsas expectativas em outras pessoas que possam estar interessadas emocionalmente em você: seja clara sobre seus limites. Se você quer apenas se divertir, expectativas podem levar o seu parceiro verdadeiro a sentir insegurança caso o affair comece a mandar flores e fazer declarações.


Fonte: Mulher Terra

publicado por radiomaisto às 03:00
link do post | comentar | favorito
partilhar
Domingo, 17 de Março de 2013

Dicas para vencer a timidez


Todo mundo é um pouco tímido. É algo natural sentir embaraço diante de alguma situação. O rosto fica vermelho, as pernas tremem e as palavras certas desaparecem na hora H. O maior problema está no exagero. “A timidez acaba se tornando um problema sério quando o medo passa a ser um medo irracional e apresenta necessidade urgente de sair da situação. 
  A tendência é aumentar o grau de ansiedade até o isolamento social”, disse a psicóloga Miriam Karasawa. Os tímidos, por serem assim, acabam perdendo boas oportunidades de subir na carreira porque não conseguem serem visíveis para os chefes. Por mais que habilidade técnica se ja importante, as fábricas estão dando mais prioridade para a habilidade de relacionamento interpessoal para cargos que exijam mais liderança, como solução de problemas entre colegas de serviço.
 1. Drible o medo - Saiba o que dizer. Nessas horas, a liberação da adrenalina é maior, e o risco de “brancos” aumenta.

2. Clareza - Utilize abordagens simples, claras e objetivas. Diga sempre a verdade.

3. Não fuja da raia - Procure se expor ao que lhe causa medo. Só assim você vai perder o receio de enfrentar a situação.

4. Acredite no seu talento - Se você é competente, a qualidade do trabalho será boa, independentemente do chefe elogiar ou não.

5. Seja positivo - O tímido tem fama de antipático. Sorria com frequência e passe a olhar nos olhos do interlocutor.

6. Diga e ouça - Por mais polêmico que seja o tema, aborde-o. Se há opinião diferente, saiba as razões.

7. Pontos fortes - Se você tem boa voz e se veste bem, use a favor. O que não for bom, pode passar despercebido.

8. Tenha um bom vocabulário - Não use palavras pobres ou vulgares. Rebuscamentos e termos técnicos dificultam o entendimento.

9. Use o “NÃO” - Se não puder ajudar alguém ou em condições de se responsabilizar por algo, diga de forma clara.

10. Qualificação - Quando julgar que pode melhorar profissionalmente, procure cursos e adquira novos conhecimentos.

Fonte: Gambare

publicado por radiomaisto às 17:34
link do post | comentar | favorito
partilhar

Dicas para vencer a timidez


Todo mundo é um pouco tímido. É algo natural sentir embaraço diante de alguma situação. O rosto fica vermelho, as pernas tremem e as palavras certas desaparecem na hora H. O maior problema está no exagero. “A timidez acaba se tornando um problema sério quando o medo passa a ser um medo irracional e apresenta necessidade urgente de sair da situação. 
  A tendência é aumentar o grau de ansiedade até o isolamento social”, disse a psicóloga Miriam Karasawa. Os tímidos, por serem assim, acabam perdendo boas oportunidades de subir na carreira porque não conseguem serem visíveis para os chefes. Por mais que habilidade técnica se ja importante, as fábricas estão dando mais prioridade para a habilidade de relacionamento interpessoal para cargos que exijam mais liderança, como solução de problemas entre colegas de serviço.
 1. Drible o medo - Saiba o que dizer. Nessas horas, a liberação da adrenalina é maior, e o risco de “brancos” aumenta.

2. Clareza - Utilize abordagens simples, claras e objetivas. Diga sempre a verdade.

3. Não fuja da raia - Procure se expor ao que lhe causa medo. Só assim você vai perder o receio de enfrentar a situação.

4. Acredite no seu talento - Se você é competente, a qualidade do trabalho será boa, independentemente do chefe elogiar ou não.

5. Seja positivo - O tímido tem fama de antipático. Sorria com frequência e passe a olhar nos olhos do interlocutor.

6. Diga e ouça - Por mais polêmico que seja o tema, aborde-o. Se há opinião diferente, saiba as razões.

7. Pontos fortes - Se você tem boa voz e se veste bem, use a favor. O que não for bom, pode passar despercebido.

8. Tenha um bom vocabulário - Não use palavras pobres ou vulgares. Rebuscamentos e termos técnicos dificultam o entendimento.

9. Use o “NÃO” - Se não puder ajudar alguém ou em condições de se responsabilizar por algo, diga de forma clara.

10. Qualificação - Quando julgar que pode melhorar profissionalmente, procure cursos e adquira novos conhecimentos.

Fonte: Gambare

publicado por radiomaisto às 17:34
link do post | comentar | favorito
partilhar

Dicas para vencer a timidez


Todo mundo é um pouco tímido. É algo natural sentir embaraço diante de alguma situação. O rosto fica vermelho, as pernas tremem e as palavras certas desaparecem na hora H. O maior problema está no exagero. “A timidez acaba se tornando um problema sério quando o medo passa a ser um medo irracional e apresenta necessidade urgente de sair da situação. 
  A tendência é aumentar o grau de ansiedade até o isolamento social”, disse a psicóloga Miriam Karasawa. Os tímidos, por serem assim, acabam perdendo boas oportunidades de subir na carreira porque não conseguem serem visíveis para os chefes. Por mais que habilidade técnica se ja importante, as fábricas estão dando mais prioridade para a habilidade de relacionamento interpessoal para cargos que exijam mais liderança, como solução de problemas entre colegas de serviço.
 1. Drible o medo - Saiba o que dizer. Nessas horas, a liberação da adrenalina é maior, e o risco de “brancos” aumenta.

2. Clareza - Utilize abordagens simples, claras e objetivas. Diga sempre a verdade.

3. Não fuja da raia - Procure se expor ao que lhe causa medo. Só assim você vai perder o receio de enfrentar a situação.

4. Acredite no seu talento - Se você é competente, a qualidade do trabalho será boa, independentemente do chefe elogiar ou não.

5. Seja positivo - O tímido tem fama de antipático. Sorria com frequência e passe a olhar nos olhos do interlocutor.

6. Diga e ouça - Por mais polêmico que seja o tema, aborde-o. Se há opinião diferente, saiba as razões.

7. Pontos fortes - Se você tem boa voz e se veste bem, use a favor. O que não for bom, pode passar despercebido.

8. Tenha um bom vocabulário - Não use palavras pobres ou vulgares. Rebuscamentos e termos técnicos dificultam o entendimento.

9. Use o “NÃO” - Se não puder ajudar alguém ou em condições de se responsabilizar por algo, diga de forma clara.

10. Qualificação - Quando julgar que pode melhorar profissionalmente, procure cursos e adquira novos conhecimentos.

Fonte: Gambare

publicado por radiomaisto às 13:34
link do post | comentar | favorito
partilhar

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. 25 fatos superquentes sob...

. 6 dicas de uso do WhatsAp...

. 23 mitos sobre sexo que v...

. Como construir uma relaçã...

. Como construir uma relaçã...

. Como construir uma relaçã...

. Como construir uma relaçã...

. Dicas para vencer a timid...

. Dicas para vencer a timid...

. Dicas para vencer a timid...

.arquivos

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.links

.as minhas fotos

.subscrever feeds

SAPO Blogs