Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Celulares de São Paulo terão nove dígitos a partir de 2012

Decisão pode ser estendida para outros Estados à medida que for preciso.

Paulo Liebert/AE

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu nesta quinta-feira (9) incluir um dígito a mais nas linhas de telefone celular de São Paulo. Dessa forma, a telefonia móvel da capital paulista terá nove dígitos, em vez dos oito utilizados no restante do país. Com a medida, poderão ser criados mais 370 milhões de números.

Segundo um dos conselheiros da Anatel, João Rezende, a decisão foi tomada para ampliar a oferta de números na cidade, restritos ao código de área 11. A previsão é de que a medida entre em vigor daqui a dois anos. Até lá, no entanto, as empresas poderão reduzir o tempo em que um número desativado pelo usuário pode voltar a ser usado para outra pessoa. Esse período cairá de 180 dias para 90 dias.

A solução foi adotada após os conselheiros terem considerado a possibilidade de criar um novo código de área com o número 10. A área técnica da Anatel, inclusive, preferia essa alternativa.

Rezende, no entanto, disse que seria mais viável às operadores aumentar a oferta de números acrescentando o dígito, além de ser positivo poder estender a mesma numeração para outros Estados à medida que a oferta for diminuindo. A Anatel calcula que, dessa forma, 370 milhões de números poderão ser criados.

Outra novidade aprovada pelo conselho como paliativo até a entrada em vigor da nova numeração é a criação de um plano diferenciado para equipamentos como modems 3G, que hoje utilizam os mesmos números de um celular, consumindo boa parte da oferta. Os conselheiros também decidiram que números que comecem com o dígito 5, hoje utilizados apenas para telefones fixos, também poderão ser oferecidos na telefonia celular.

Fonte: R7


tags:

publicado por radiomaisto às 00:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Melhores apps de Windows ...

. Infográfico mostra a traj...

. Game of Thrones, Imagens ...

. COM TRÊS GOLS DE HENRIQUE...

. Valdivia explica "desabaf...

. Confira a sinopse do segu...

. Saga Crepúsculo ganhará c...

. Orkuti: brasileiro cria r...

. 10 curiosidades muito int...

. As 17 árvores mais incrív...

.arquivos

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.links

.as minhas fotos

.subscrever feeds

SAPO Blogs