.Radio Mais

.Veja no blog da Radio Mais


Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2013

Philips lança novos modelos de Smart TVs no Brasil

Philips lança novos modelos de Smart TVs no Brasil(Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)


Para 2013, empresa promete foco em telas grandes e aposta na expansão da tecnologia Ambilight em sua linha de produtos.
Em evento realizado na tarde de hoje (21), em São Paulo, a Philips anunciou detalhes da nova linha de produtos que chega ao mercado brasileiro a partir de abril, além de comentar alguns de seus planos para 2013.
De acordo com o diretor de marketing da TP Vision, Alexandre Scorel, a empresa pretende retomar sua atuação no mercado de televisores de 32 a 42 polegadas e, também, apostar em Smart TVs de telas grandes, ou seja, acima de 46 polegadas.
Outra novidade é a expansão da tecnologia Ambilight, recurso que usa LEDs para projetar, além da tela, luzes que acompanham as cores da cena que está sendo exibida naquele momento. Além de proporcionar uma sensação visual maior para o telespectador, o recurso também ajuda relaxar a vista de quem assiste à TV, exigindo menos esforços dos olhos. Em 2013, a tecnologia Ambilight passa a integrar quatro linhas de aparelhos lançados pela Philips, sendo que, ano passado, era utilizada em apenas uma.
O responsável pela área de marketing técnico da TP Vision Brasil, Jorginaldo Dantas, explicou que testes em laboratórios comprovaram que o Ambilight proporciona uma sensação visual maior. Uma TV de 42 polegadas, por exemplo, passa a impressão de 49 polegadas, enquanto que uma de 55 polegadas, possui sensação visual 65.

Séries 8000 e 7000: modelos top de linha

A partir de abril deste ano, o mercado começará a receber os 24 novos modelos de televisores Philips que compõem a linha 2013. O grande destaque fica por conta da série 8000, com modelos top e que possuem câmera integrada para ser usada com o Skype. Como se não bastasse, nesses aparelhos o Ambilight possui três ângulos de iluminação, tendo LEDs acrescentados também na parte superior da tela.
Outra novidade para os modelos das séries 8000 e 7000 é a presença de um controle remoto premium que possui teclado físico na parte traseira e também pode ser operado no modo ponteiro, em que possui o funcionamento semelhante ao de um wiimote, o controle do Nintendo Wii.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilAmbilight em três direções é uma das novidades da série 8000 (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
A empresa também está investindo pesado nas Smart TVs, sendo que 17 dos 24 televisores a serem lançados neste ano se enquadram nessa categoria. Para tornar tudo mais atrativo, o software dessas TVs passou por uma remodelação e ganhou recursos novos. A função social do televisor, por exemplo, agora está mais integrada e possibilita que que o telespectador possa acompanhar, em tempo real, postagens sobre o programa de TV a que está assistindo.
Além disso, os televisores que serão lançados neste ano também saem de fábrica com a tecnologia Miracast, que permite ao usuário de tablets ou smartphones espelhar por completo a tela de seu dispositivo com a televisão, sem a necessidade de usar cabos. Essa tecnologia é diferente da DLNA, que também integra os televisores Philips, mas que tem seu foco no compartilhamento de arquivos de vídeo e imagem.

Modelos de entrada e intermediários

As séries 3000 e 3500 possuem os modelos mais básicos da nova linha de produtos, com televisores que vão de 32 a 46 polegadas. A partir do modelo de 42 polegadas da série 3500, o consumidor recebe, automaticamente, o dongle WiFi, para o caso de querer conectar sua Smart TV à internet sem usar cabos.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilSérie 3000 possui os modelos mais básicos de TVs com display de LED (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
As séries intermediárias — 4000, 4500 e 4900 — também possuem seus diferenciais. O principal deles fica com a presença da tecnologia 3D nas TVs da série 4900, com recursos de conversão para vídeos 2D e possibilidade de que dois jogadores se divirtam com o mesmo game sem a necessidade de dividir a tela ao meio, um recurso conhecido como Dual View Gaming.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilSérie 5500 possui Dual View Gaming (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
E por falar em games, as séries 5000 e 5500 prometem entregar uma experiência adequada à qualidade exigida pelos jogadores de video games. Esses modelos possuem módulos integrados de WiFi e dispensam o uso de dongles, além de já contarem com o recurso Ambilight e possuírem até mesmo um modelo com a maior tela da nova linha de produtos: 65 polegadas.

Preço e disponibilidade

Os primeiros modelos começam a chegar às lojas brasileiras a partir de abril deste ano, sendo que os demais devem chegar nos meses de maio e junho. Por enquanto, ainda não há faixa de valores definidos para os lançamentos, mas o diretor de marketing da TP Vision Brasil, Alexandre Scorel, garante que os preços serão bem competitivos, possibilitando que a empresa possa repetir a boa atuação que teve em 2012.


Noticia retirada do Tecmundo

publicado por radiomaisto às 03:56
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Philips lança novos modelos de Smart TVs no Brasil

Philips lança novos modelos de Smart TVs no Brasil(Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)


Para 2013, empresa promete foco em telas grandes e aposta na expansão da tecnologia Ambilight em sua linha de produtos.
Em evento realizado na tarde de hoje (21), em São Paulo, a Philips anunciou detalhes da nova linha de produtos que chega ao mercado brasileiro a partir de abril, além de comentar alguns de seus planos para 2013.
De acordo com o diretor de marketing da TP Vision, Alexandre Scorel, a empresa pretende retomar sua atuação no mercado de televisores de 32 a 42 polegadas e, também, apostar em Smart TVs de telas grandes, ou seja, acima de 46 polegadas.
Outra novidade é a expansão da tecnologia Ambilight, recurso que usa LEDs para projetar, além da tela, luzes que acompanham as cores da cena que está sendo exibida naquele momento. Além de proporcionar uma sensação visual maior para o telespectador, o recurso também ajuda relaxar a vista de quem assiste à TV, exigindo menos esforços dos olhos. Em 2013, a tecnologia Ambilight passa a integrar quatro linhas de aparelhos lançados pela Philips, sendo que, ano passado, era utilizada em apenas uma.
O responsável pela área de marketing técnico da TP Vision Brasil, Jorginaldo Dantas, explicou que testes em laboratórios comprovaram que o Ambilight proporciona uma sensação visual maior. Uma TV de 42 polegadas, por exemplo, passa a impressão de 49 polegadas, enquanto que uma de 55 polegadas, possui sensação visual 65.

Séries 8000 e 7000: modelos top de linha

A partir de abril deste ano, o mercado começará a receber os 24 novos modelos de televisores Philips que compõem a linha 2013. O grande destaque fica por conta da série 8000, com modelos top e que possuem câmera integrada para ser usada com o Skype. Como se não bastasse, nesses aparelhos o Ambilight possui três ângulos de iluminação, tendo LEDs acrescentados também na parte superior da tela.
Outra novidade para os modelos das séries 8000 e 7000 é a presença de um controle remoto premium que possui teclado físico na parte traseira e também pode ser operado no modo ponteiro, em que possui o funcionamento semelhante ao de um wiimote, o controle do Nintendo Wii.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilAmbilight em três direções é uma das novidades da série 8000 (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
A empresa também está investindo pesado nas Smart TVs, sendo que 17 dos 24 televisores a serem lançados neste ano se enquadram nessa categoria. Para tornar tudo mais atrativo, o software dessas TVs passou por uma remodelação e ganhou recursos novos. A função social do televisor, por exemplo, agora está mais integrada e possibilita que que o telespectador possa acompanhar, em tempo real, postagens sobre o programa de TV a que está assistindo.
Além disso, os televisores que serão lançados neste ano também saem de fábrica com a tecnologia Miracast, que permite ao usuário de tablets ou smartphones espelhar por completo a tela de seu dispositivo com a televisão, sem a necessidade de usar cabos. Essa tecnologia é diferente da DLNA, que também integra os televisores Philips, mas que tem seu foco no compartilhamento de arquivos de vídeo e imagem.

Modelos de entrada e intermediários

As séries 3000 e 3500 possuem os modelos mais básicos da nova linha de produtos, com televisores que vão de 32 a 46 polegadas. A partir do modelo de 42 polegadas da série 3500, o consumidor recebe, automaticamente, o dongle WiFi, para o caso de querer conectar sua Smart TV à internet sem usar cabos.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilSérie 3000 possui os modelos mais básicos de TVs com display de LED (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
As séries intermediárias — 4000, 4500 e 4900 — também possuem seus diferenciais. O principal deles fica com a presença da tecnologia 3D nas TVs da série 4900, com recursos de conversão para vídeos 2D e possibilidade de que dois jogadores se divirtam com o mesmo game sem a necessidade de dividir a tela ao meio, um recurso conhecido como Dual View Gaming.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilSérie 5500 possui Dual View Gaming (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
E por falar em games, as séries 5000 e 5500 prometem entregar uma experiência adequada à qualidade exigida pelos jogadores de video games. Esses modelos possuem módulos integrados de WiFi e dispensam o uso de dongles, além de já contarem com o recurso Ambilight e possuírem até mesmo um modelo com a maior tela da nova linha de produtos: 65 polegadas.

Preço e disponibilidade

Os primeiros modelos começam a chegar às lojas brasileiras a partir de abril deste ano, sendo que os demais devem chegar nos meses de maio e junho. Por enquanto, ainda não há faixa de valores definidos para os lançamentos, mas o diretor de marketing da TP Vision Brasil, Alexandre Scorel, garante que os preços serão bem competitivos, possibilitando que a empresa possa repetir a boa atuação que teve em 2012.


Noticia retirada do Tecmundo

publicado por radiomaisto às 03:56
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013

Philips lança novos modelos de Smart TVs no Brasil

Philips lança novos modelos de Smart TVs no Brasil(Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)


Para 2013, empresa promete foco em telas grandes e aposta na expansão da tecnologia Ambilight em sua linha de produtos.
Em evento realizado na tarde de hoje (21), em São Paulo, a Philips anunciou detalhes da nova linha de produtos que chega ao mercado brasileiro a partir de abril, além de comentar alguns de seus planos para 2013.
De acordo com o diretor de marketing da TP Vision, Alexandre Scorel, a empresa pretende retomar sua atuação no mercado de televisores de 32 a 42 polegadas e, também, apostar em Smart TVs de telas grandes, ou seja, acima de 46 polegadas.
Outra novidade é a expansão da tecnologia Ambilight, recurso que usa LEDs para projetar, além da tela, luzes que acompanham as cores da cena que está sendo exibida naquele momento. Além de proporcionar uma sensação visual maior para o telespectador, o recurso também ajuda relaxar a vista de quem assiste à TV, exigindo menos esforços dos olhos. Em 2013, a tecnologia Ambilight passa a integrar quatro linhas de aparelhos lançados pela Philips, sendo que, ano passado, era utilizada em apenas uma.
O responsável pela área de marketing técnico da TP Vision Brasil, Jorginaldo Dantas, explicou que testes em laboratórios comprovaram que o Ambilight proporciona uma sensação visual maior. Uma TV de 42 polegadas, por exemplo, passa a impressão de 49 polegadas, enquanto que uma de 55 polegadas, possui sensação visual 65.

Séries 8000 e 7000: modelos top de linha

A partir de abril deste ano, o mercado começará a receber os 24 novos modelos de televisores Philips que compõem a linha 2013. O grande destaque fica por conta da série 8000, com modelos top e que possuem câmera integrada para ser usada com o Skype. Como se não bastasse, nesses aparelhos o Ambilight possui três ângulos de iluminação, tendo LEDs acrescentados também na parte superior da tela.
Outra novidade para os modelos das séries 8000 e 7000 é a presença de um controle remoto premium que possui teclado físico na parte traseira e também pode ser operado no modo ponteiro, em que possui o funcionamento semelhante ao de um wiimote, o controle do Nintendo Wii.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilAmbilight em três direções é uma das novidades da série 8000 (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
A empresa também está investindo pesado nas Smart TVs, sendo que 17 dos 24 televisores a serem lançados neste ano se enquadram nessa categoria. Para tornar tudo mais atrativo, o software dessas TVs passou por uma remodelação e ganhou recursos novos. A função social do televisor, por exemplo, agora está mais integrada e possibilita que que o telespectador possa acompanhar, em tempo real, postagens sobre o programa de TV a que está assistindo.
Além disso, os televisores que serão lançados neste ano também saem de fábrica com a tecnologia Miracast, que permite ao usuário de tablets ou smartphones espelhar por completo a tela de seu dispositivo com a televisão, sem a necessidade de usar cabos. Essa tecnologia é diferente da DLNA, que também integra os televisores Philips, mas que tem seu foco no compartilhamento de arquivos de vídeo e imagem.

Modelos de entrada e intermediários

As séries 3000 e 3500 possuem os modelos mais básicos da nova linha de produtos, com televisores que vão de 32 a 46 polegadas. A partir do modelo de 42 polegadas da série 3500, o consumidor recebe, automaticamente, o dongle WiFi, para o caso de querer conectar sua Smart TV à internet sem usar cabos.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilSérie 3000 possui os modelos mais básicos de TVs com display de LED (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
As séries intermediárias — 4000, 4500 e 4900 — também possuem seus diferenciais. O principal deles fica com a presença da tecnologia 3D nas TVs da série 4900, com recursos de conversão para vídeos 2D e possibilidade de que dois jogadores se divirtam com o mesmo game sem a necessidade de dividir a tela ao meio, um recurso conhecido como Dual View Gaming.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilSérie 5500 possui Dual View Gaming (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
E por falar em games, as séries 5000 e 5500 prometem entregar uma experiência adequada à qualidade exigida pelos jogadores de video games. Esses modelos possuem módulos integrados de WiFi e dispensam o uso de dongles, além de já contarem com o recurso Ambilight e possuírem até mesmo um modelo com a maior tela da nova linha de produtos: 65 polegadas.

Preço e disponibilidade

Os primeiros modelos começam a chegar às lojas brasileiras a partir de abril deste ano, sendo que os demais devem chegar nos meses de maio e junho. Por enquanto, ainda não há faixa de valores definidos para os lançamentos, mas o diretor de marketing da TP Vision Brasil, Alexandre Scorel, garante que os preços serão bem competitivos, possibilitando que a empresa possa repetir a boa atuação que teve em 2012.


Noticia retirada do Tecmundo

publicado por radiomaisto às 22:56
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Philips lança novos modelos de Smart TVs no Brasil

Philips lança novos modelos de Smart TVs no Brasil(Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)


Para 2013, empresa promete foco em telas grandes e aposta na expansão da tecnologia Ambilight em sua linha de produtos.
Em evento realizado na tarde de hoje (21), em São Paulo, a Philips anunciou detalhes da nova linha de produtos que chega ao mercado brasileiro a partir de abril, além de comentar alguns de seus planos para 2013.
De acordo com o diretor de marketing da TP Vision, Alexandre Scorel, a empresa pretende retomar sua atuação no mercado de televisores de 32 a 42 polegadas e, também, apostar em Smart TVs de telas grandes, ou seja, acima de 46 polegadas.
Outra novidade é a expansão da tecnologia Ambilight, recurso que usa LEDs para projetar, além da tela, luzes que acompanham as cores da cena que está sendo exibida naquele momento. Além de proporcionar uma sensação visual maior para o telespectador, o recurso também ajuda relaxar a vista de quem assiste à TV, exigindo menos esforços dos olhos. Em 2013, a tecnologia Ambilight passa a integrar quatro linhas de aparelhos lançados pela Philips, sendo que, ano passado, era utilizada em apenas uma.
O responsável pela área de marketing técnico da TP Vision Brasil, Jorginaldo Dantas, explicou que testes em laboratórios comprovaram que o Ambilight proporciona uma sensação visual maior. Uma TV de 42 polegadas, por exemplo, passa a impressão de 49 polegadas, enquanto que uma de 55 polegadas, possui sensação visual 65.

Séries 8000 e 7000: modelos top de linha

A partir de abril deste ano, o mercado começará a receber os 24 novos modelos de televisores Philips que compõem a linha 2013. O grande destaque fica por conta da série 8000, com modelos top e que possuem câmera integrada para ser usada com o Skype. Como se não bastasse, nesses aparelhos o Ambilight possui três ângulos de iluminação, tendo LEDs acrescentados também na parte superior da tela.
Outra novidade para os modelos das séries 8000 e 7000 é a presença de um controle remoto premium que possui teclado físico na parte traseira e também pode ser operado no modo ponteiro, em que possui o funcionamento semelhante ao de um wiimote, o controle do Nintendo Wii.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilAmbilight em três direções é uma das novidades da série 8000 (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
A empresa também está investindo pesado nas Smart TVs, sendo que 17 dos 24 televisores a serem lançados neste ano se enquadram nessa categoria. Para tornar tudo mais atrativo, o software dessas TVs passou por uma remodelação e ganhou recursos novos. A função social do televisor, por exemplo, agora está mais integrada e possibilita que que o telespectador possa acompanhar, em tempo real, postagens sobre o programa de TV a que está assistindo.
Além disso, os televisores que serão lançados neste ano também saem de fábrica com a tecnologia Miracast, que permite ao usuário de tablets ou smartphones espelhar por completo a tela de seu dispositivo com a televisão, sem a necessidade de usar cabos. Essa tecnologia é diferente da DLNA, que também integra os televisores Philips, mas que tem seu foco no compartilhamento de arquivos de vídeo e imagem.

Modelos de entrada e intermediários

As séries 3000 e 3500 possuem os modelos mais básicos da nova linha de produtos, com televisores que vão de 32 a 46 polegadas. A partir do modelo de 42 polegadas da série 3500, o consumidor recebe, automaticamente, o dongle WiFi, para o caso de querer conectar sua Smart TV à internet sem usar cabos.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilSérie 3000 possui os modelos mais básicos de TVs com display de LED (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
As séries intermediárias — 4000, 4500 e 4900 — também possuem seus diferenciais. O principal deles fica com a presença da tecnologia 3D nas TVs da série 4900, com recursos de conversão para vídeos 2D e possibilidade de que dois jogadores se divirtam com o mesmo game sem a necessidade de dividir a tela ao meio, um recurso conhecido como Dual View Gaming.
Philips lança novos modelos de Smart TVs no BrasilSérie 5500 possui Dual View Gaming (Fonte da imagem: Divulgação/Philips)
E por falar em games, as séries 5000 e 5500 prometem entregar uma experiência adequada à qualidade exigida pelos jogadores de video games. Esses modelos possuem módulos integrados de WiFi e dispensam o uso de dongles, além de já contarem com o recurso Ambilight e possuírem até mesmo um modelo com a maior tela da nova linha de produtos: 65 polegadas.

Preço e disponibilidade

Os primeiros modelos começam a chegar às lojas brasileiras a partir de abril deste ano, sendo que os demais devem chegar nos meses de maio e junho. Por enquanto, ainda não há faixa de valores definidos para os lançamentos, mas o diretor de marketing da TP Vision Brasil, Alexandre Scorel, garante que os preços serão bem competitivos, possibilitando que a empresa possa repetir a boa atuação que teve em 2012.


Noticia retirada do Tecmundo

publicado por radiomaisto às 22:56
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sábado, 12 de Janeiro de 2013

Com resolução até 16 vezes maior que Full HD, novas TVs desafiam olho humano


  • Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
    Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
Ultrafinas, conectadas à internet, com controle remoto inteligente e tecnologia 3D. Características que antes eram consideradas "de ponta" em TVs ficam agora em segundo plano, diante da tecnologia 4K ou UHDTV (algo como ultra-alta definição). Só na CES 2013, feira de tecnologia em Las Vegas que chega ao fim nesta sexta-feira (11), cerca de 50 novos modelos foram apresentados – a maioria deles, sem data de lançamento ou preço definido.
Apesar de tanta qualidade de imagem -- que muitas vezes acaba causando um efeito de hiper-realidade, até exagerado --, os fabricantes ainda buscam outros recursos para fisgar o consumidor. Entram nessa lista espessura fina e design extravagante.

Antes de tudo, é preciso entender que estamos tratando aqui de uma resolução muito, muito alta. Os aparelhos 4K têm 3.840 pixels x 2.160 pixels (minúsculos pontos que juntos formam a imagem na tela) ou resolução quatro vezes maior que um aparelho Full HD (1.920 pixels x 1.080 pixels), encontrado atualmente nas lojas. Haja pixel.

Na CES 2013, fabricantes apostam em ultradefinição para aparelhos de TV

Foto 35 de 51 - Ela ainda não tem resolução 4K, mas é a primeira TV Oled no mundo com tela curva. Segundo a fabricante Samsung, o protótipo ajuda todos os espectadores a visualizarem a imagem com qualidade, independente da posição em relação ao aparelho Júlio César Guimarães/UOL
Se ao ler isso você desanimou com aquela TV de alta definição que tem em sua sala, saiba que a situação fica ainda mais grave. Também na CES foram exibidos protótipos de TVs com 8K: elas têm 7.680 pixels × 4.320 pixels, uma resolução 16 vezes superior ao tal aparelho Full HD.

Um desses modelos, da Sharp, foi visto de perto pelo UOL Tecnologia. A imagem é tão estupidamente nítida e com cores tão vivas que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam "ao vivo" aquela mesma cena que aparece na telona da televisão.

Embora a tecnologia da ultradefinição seja impressionante, o "excesso de resolução" tem um limite – ou melhor, nossos olhos têm um limite. Em alguns casos, o olhar humano pode não processar essa "ultramegablaster" concentração de pixels. Além disso, esses mesmos aparelhos que exibem imagens 4K também podem mostrá-las em 3D, um recurso não muito confortável depois de algumas horas.
Destaques
Com esses "obstáculos", as fabricantes têm de se desdobrar para criar aparelhos que chamem a atenção não só pela resolução. A Panasonic, por exemplo, saiu na frente com um televisor UHDTV de 56 polegadas finíssimo: tem apenas 12,7 mm de espessura (o iPhone 5, para comparação, tem 7,6 mm). O modelo, ainda protótipo, pesa cerca de 12 kg ou metade dos aparelhos concorrentes.

Outra TV que se sobressai no mar dos aparelhos 4K é a Samsung S9, com moldura vazada bastante estilosa, que serve como sistema de som. Um tanto extravagante, o design pode não agradar a todos os consumidores, mas ao menos diferencia o modelo da fabricante sul-coreana. O modelo que será vendido no mercado em 2013 (ainda sem preço nem data definidos) será o de 85 polegadas. Na CES 2013 havia outros tamanhos, ainda protótipos, imensos: 110 polegadas e 95 polegadas. 
Já a Sharp adicionou ao seu televisor 4K a tecnologia Moth Eye (algo como "olho de mariposa"), presente na série de TVs de LED Aquos. Ela faz com que a interferência da luz ambiente seja menor na tela do aparelho – assim você vê menos reflexos, principalmente nas cenas escuras. O modelo, de 70 polegadas, chega ainda em 2013 ao mercado. O preço não foi divulgado.

Para contornar o problema do conteúdo de ultrarresolução ainda escasso (o custo de produção desses vídeos ainda é alto), os aparelhos da Toshiba e da Sony vêm com um sistema capaz de "transformar" imagens menores em 4K. Para dar conta da tarefa, a série de Toshiba Cevo L9300 vem com processador quad-core. Os aparelhos serão vendidos nos tamanhos de 58, 65 e 84 polegadas.

A Sony tem tanto aparelhos LED como Oled (com maior nível de contraste do que a LED). O modelo KD-84X9005 é  vendido por US$ 25 mil (cerca de R$ 50 mil) nos Estados Unidos; o preço sugerido no Brasil é de R$ 100 mil (sob encomenda nas lojas Sony Store). As TVs de 56 polegadas (um Oled ainda protótipo) e de 65 polegadas (XBR-65X900A) chegam ao mercado em 2013 e não tiveram preço estabelecido.

Completam a turma do 4K os aparelhos da LG. Além da TV de 84 polegadas (LM9600), já vendida no Brasil por R$ 45 mil, chegam ao mercado em 2013 os tamanhos de 65 e 55 polegadas, com o Magic Remote.

O controle remoto ganhou um aperfeiçoamento no controle por voz -- agora a tecnologia está no controle remoto, não na TV. Dessa forma, mesmo que haja outra pessoa na sala falando, o usuário consegue operar a TV via comando de voz sem interferência. A empresa não divulgou a data exata de chegada em 2013 dos modelos novos, nem preços.
 Noticia retirada do UOL

Acessórios na CES 2013 turbinam bateria do celular e prometem amplificar som do iPhone

Foto 89 de 126 - Empresa In2uit exibe no evento sistema Boompack, com alto-falantes e microfone para o iPad. Pode ser útil, por exemplo, para usuários de Skype. Custa US$ 200 (cerca de R$ 400)Steve Marcus/Reuters

publicado por radiomaisto às 21:54
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Com resolução até 16 vezes maior que Full HD, novas TVs desafiam olho humano


  • Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
    Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
Ultrafinas, conectadas à internet, com controle remoto inteligente e tecnologia 3D. Características que antes eram consideradas "de ponta" em TVs ficam agora em segundo plano, diante da tecnologia 4K ou UHDTV (algo como ultra-alta definição). Só na CES 2013, feira de tecnologia em Las Vegas que chega ao fim nesta sexta-feira (11), cerca de 50 novos modelos foram apresentados – a maioria deles, sem data de lançamento ou preço definido.
Apesar de tanta qualidade de imagem -- que muitas vezes acaba causando um efeito de hiper-realidade, até exagerado --, os fabricantes ainda buscam outros recursos para fisgar o consumidor. Entram nessa lista espessura fina e design extravagante.

Antes de tudo, é preciso entender que estamos tratando aqui de uma resolução muito, muito alta. Os aparelhos 4K têm 3.840 pixels x 2.160 pixels (minúsculos pontos que juntos formam a imagem na tela) ou resolução quatro vezes maior que um aparelho Full HD (1.920 pixels x 1.080 pixels), encontrado atualmente nas lojas. Haja pixel.

Na CES 2013, fabricantes apostam em ultradefinição para aparelhos de TV

Foto 35 de 51 - Ela ainda não tem resolução 4K, mas é a primeira TV Oled no mundo com tela curva. Segundo a fabricante Samsung, o protótipo ajuda todos os espectadores a visualizarem a imagem com qualidade, independente da posição em relação ao aparelho Júlio César Guimarães/UOL
Se ao ler isso você desanimou com aquela TV de alta definição que tem em sua sala, saiba que a situação fica ainda mais grave. Também na CES foram exibidos protótipos de TVs com 8K: elas têm 7.680 pixels × 4.320 pixels, uma resolução 16 vezes superior ao tal aparelho Full HD.

Um desses modelos, da Sharp, foi visto de perto pelo UOL Tecnologia. A imagem é tão estupidamente nítida e com cores tão vivas que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam "ao vivo" aquela mesma cena que aparece na telona da televisão.

Embora a tecnologia da ultradefinição seja impressionante, o "excesso de resolução" tem um limite – ou melhor, nossos olhos têm um limite. Em alguns casos, o olhar humano pode não processar essa "ultramegablaster" concentração de pixels. Além disso, esses mesmos aparelhos que exibem imagens 4K também podem mostrá-las em 3D, um recurso não muito confortável depois de algumas horas.
Destaques
Com esses "obstáculos", as fabricantes têm de se desdobrar para criar aparelhos que chamem a atenção não só pela resolução. A Panasonic, por exemplo, saiu na frente com um televisor UHDTV de 56 polegadas finíssimo: tem apenas 12,7 mm de espessura (o iPhone 5, para comparação, tem 7,6 mm). O modelo, ainda protótipo, pesa cerca de 12 kg ou metade dos aparelhos concorrentes.

Outra TV que se sobressai no mar dos aparelhos 4K é a Samsung S9, com moldura vazada bastante estilosa, que serve como sistema de som. Um tanto extravagante, o design pode não agradar a todos os consumidores, mas ao menos diferencia o modelo da fabricante sul-coreana. O modelo que será vendido no mercado em 2013 (ainda sem preço nem data definidos) será o de 85 polegadas. Na CES 2013 havia outros tamanhos, ainda protótipos, imensos: 110 polegadas e 95 polegadas. 
Já a Sharp adicionou ao seu televisor 4K a tecnologia Moth Eye (algo como "olho de mariposa"), presente na série de TVs de LED Aquos. Ela faz com que a interferência da luz ambiente seja menor na tela do aparelho – assim você vê menos reflexos, principalmente nas cenas escuras. O modelo, de 70 polegadas, chega ainda em 2013 ao mercado. O preço não foi divulgado.

Para contornar o problema do conteúdo de ultrarresolução ainda escasso (o custo de produção desses vídeos ainda é alto), os aparelhos da Toshiba e da Sony vêm com um sistema capaz de "transformar" imagens menores em 4K. Para dar conta da tarefa, a série de Toshiba Cevo L9300 vem com processador quad-core. Os aparelhos serão vendidos nos tamanhos de 58, 65 e 84 polegadas.

A Sony tem tanto aparelhos LED como Oled (com maior nível de contraste do que a LED). O modelo KD-84X9005 é  vendido por US$ 25 mil (cerca de R$ 50 mil) nos Estados Unidos; o preço sugerido no Brasil é de R$ 100 mil (sob encomenda nas lojas Sony Store). As TVs de 56 polegadas (um Oled ainda protótipo) e de 65 polegadas (XBR-65X900A) chegam ao mercado em 2013 e não tiveram preço estabelecido.

Completam a turma do 4K os aparelhos da LG. Além da TV de 84 polegadas (LM9600), já vendida no Brasil por R$ 45 mil, chegam ao mercado em 2013 os tamanhos de 65 e 55 polegadas, com o Magic Remote.

O controle remoto ganhou um aperfeiçoamento no controle por voz -- agora a tecnologia está no controle remoto, não na TV. Dessa forma, mesmo que haja outra pessoa na sala falando, o usuário consegue operar a TV via comando de voz sem interferência. A empresa não divulgou a data exata de chegada em 2013 dos modelos novos, nem preços.
 Noticia retirada do UOL

Acessórios na CES 2013 turbinam bateria do celular e prometem amplificar som do iPhone

Foto 89 de 126 - Empresa In2uit exibe no evento sistema Boompack, com alto-falantes e microfone para o iPad. Pode ser útil, por exemplo, para usuários de Skype. Custa US$ 200 (cerca de R$ 400)Steve Marcus/Reuters

publicado por radiomaisto às 21:54
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Com resolução até 16 vezes maior que Full HD, novas TVs desafiam olho humano


  • Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
    Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
Ultrafinas, conectadas à internet, com controle remoto inteligente e tecnologia 3D. Características que antes eram consideradas "de ponta" em TVs ficam agora em segundo plano, diante da tecnologia 4K ou UHDTV (algo como ultra-alta definição). Só na CES 2013, feira de tecnologia em Las Vegas que chega ao fim nesta sexta-feira (11), cerca de 50 novos modelos foram apresentados – a maioria deles, sem data de lançamento ou preço definido.
Apesar de tanta qualidade de imagem -- que muitas vezes acaba causando um efeito de hiper-realidade, até exagerado --, os fabricantes ainda buscam outros recursos para fisgar o consumidor. Entram nessa lista espessura fina e design extravagante.

Antes de tudo, é preciso entender que estamos tratando aqui de uma resolução muito, muito alta. Os aparelhos 4K têm 3.840 pixels x 2.160 pixels (minúsculos pontos que juntos formam a imagem na tela) ou resolução quatro vezes maior que um aparelho Full HD (1.920 pixels x 1.080 pixels), encontrado atualmente nas lojas. Haja pixel.

Na CES 2013, fabricantes apostam em ultradefinição para aparelhos de TV

Foto 35 de 51 - Ela ainda não tem resolução 4K, mas é a primeira TV Oled no mundo com tela curva. Segundo a fabricante Samsung, o protótipo ajuda todos os espectadores a visualizarem a imagem com qualidade, independente da posição em relação ao aparelho Júlio César Guimarães/UOL
Se ao ler isso você desanimou com aquela TV de alta definição que tem em sua sala, saiba que a situação fica ainda mais grave. Também na CES foram exibidos protótipos de TVs com 8K: elas têm 7.680 pixels × 4.320 pixels, uma resolução 16 vezes superior ao tal aparelho Full HD.

Um desses modelos, da Sharp, foi visto de perto pelo UOL Tecnologia. A imagem é tão estupidamente nítida e com cores tão vivas que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam "ao vivo" aquela mesma cena que aparece na telona da televisão.

Embora a tecnologia da ultradefinição seja impressionante, o "excesso de resolução" tem um limite – ou melhor, nossos olhos têm um limite. Em alguns casos, o olhar humano pode não processar essa "ultramegablaster" concentração de pixels. Além disso, esses mesmos aparelhos que exibem imagens 4K também podem mostrá-las em 3D, um recurso não muito confortável depois de algumas horas.
Destaques
Com esses "obstáculos", as fabricantes têm de se desdobrar para criar aparelhos que chamem a atenção não só pela resolução. A Panasonic, por exemplo, saiu na frente com um televisor UHDTV de 56 polegadas finíssimo: tem apenas 12,7 mm de espessura (o iPhone 5, para comparação, tem 7,6 mm). O modelo, ainda protótipo, pesa cerca de 12 kg ou metade dos aparelhos concorrentes.

Outra TV que se sobressai no mar dos aparelhos 4K é a Samsung S9, com moldura vazada bastante estilosa, que serve como sistema de som. Um tanto extravagante, o design pode não agradar a todos os consumidores, mas ao menos diferencia o modelo da fabricante sul-coreana. O modelo que será vendido no mercado em 2013 (ainda sem preço nem data definidos) será o de 85 polegadas. Na CES 2013 havia outros tamanhos, ainda protótipos, imensos: 110 polegadas e 95 polegadas. 
Já a Sharp adicionou ao seu televisor 4K a tecnologia Moth Eye (algo como "olho de mariposa"), presente na série de TVs de LED Aquos. Ela faz com que a interferência da luz ambiente seja menor na tela do aparelho – assim você vê menos reflexos, principalmente nas cenas escuras. O modelo, de 70 polegadas, chega ainda em 2013 ao mercado. O preço não foi divulgado.

Para contornar o problema do conteúdo de ultrarresolução ainda escasso (o custo de produção desses vídeos ainda é alto), os aparelhos da Toshiba e da Sony vêm com um sistema capaz de "transformar" imagens menores em 4K. Para dar conta da tarefa, a série de Toshiba Cevo L9300 vem com processador quad-core. Os aparelhos serão vendidos nos tamanhos de 58, 65 e 84 polegadas.

A Sony tem tanto aparelhos LED como Oled (com maior nível de contraste do que a LED). O modelo KD-84X9005 é  vendido por US$ 25 mil (cerca de R$ 50 mil) nos Estados Unidos; o preço sugerido no Brasil é de R$ 100 mil (sob encomenda nas lojas Sony Store). As TVs de 56 polegadas (um Oled ainda protótipo) e de 65 polegadas (XBR-65X900A) chegam ao mercado em 2013 e não tiveram preço estabelecido.

Completam a turma do 4K os aparelhos da LG. Além da TV de 84 polegadas (LM9600), já vendida no Brasil por R$ 45 mil, chegam ao mercado em 2013 os tamanhos de 65 e 55 polegadas, com o Magic Remote.

O controle remoto ganhou um aperfeiçoamento no controle por voz -- agora a tecnologia está no controle remoto, não na TV. Dessa forma, mesmo que haja outra pessoa na sala falando, o usuário consegue operar a TV via comando de voz sem interferência. A empresa não divulgou a data exata de chegada em 2013 dos modelos novos, nem preços.
 Noticia retirada do UOL

Acessórios na CES 2013 turbinam bateria do celular e prometem amplificar som do iPhone

Foto 89 de 126 - Empresa In2uit exibe no evento sistema Boompack, com alto-falantes e microfone para o iPad. Pode ser útil, por exemplo, para usuários de Skype. Custa US$ 200 (cerca de R$ 400)Steve Marcus/Reuters

publicado por radiomaisto às 21:54
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Com resolução até 16 vezes maior que Full HD, novas TVs desafiam olho humano


  • Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
    Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
Ultrafinas, conectadas à internet, com controle remoto inteligente e tecnologia 3D. Características que antes eram consideradas "de ponta" em TVs ficam agora em segundo plano, diante da tecnologia 4K ou UHDTV (algo como ultra-alta definição). Só na CES 2013, feira de tecnologia em Las Vegas que chega ao fim nesta sexta-feira (11), cerca de 50 novos modelos foram apresentados – a maioria deles, sem data de lançamento ou preço definido.
Apesar de tanta qualidade de imagem -- que muitas vezes acaba causando um efeito de hiper-realidade, até exagerado --, os fabricantes ainda buscam outros recursos para fisgar o consumidor. Entram nessa lista espessura fina e design extravagante.

Antes de tudo, é preciso entender que estamos tratando aqui de uma resolução muito, muito alta. Os aparelhos 4K têm 3.840 pixels x 2.160 pixels (minúsculos pontos que juntos formam a imagem na tela) ou resolução quatro vezes maior que um aparelho Full HD (1.920 pixels x 1.080 pixels), encontrado atualmente nas lojas. Haja pixel.

Na CES 2013, fabricantes apostam em ultradefinição para aparelhos de TV

Foto 35 de 51 - Ela ainda não tem resolução 4K, mas é a primeira TV Oled no mundo com tela curva. Segundo a fabricante Samsung, o protótipo ajuda todos os espectadores a visualizarem a imagem com qualidade, independente da posição em relação ao aparelho Júlio César Guimarães/UOL
Se ao ler isso você desanimou com aquela TV de alta definição que tem em sua sala, saiba que a situação fica ainda mais grave. Também na CES foram exibidos protótipos de TVs com 8K: elas têm 7.680 pixels × 4.320 pixels, uma resolução 16 vezes superior ao tal aparelho Full HD.

Um desses modelos, da Sharp, foi visto de perto pelo UOL Tecnologia. A imagem é tão estupidamente nítida e com cores tão vivas que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam "ao vivo" aquela mesma cena que aparece na telona da televisão.

Embora a tecnologia da ultradefinição seja impressionante, o "excesso de resolução" tem um limite – ou melhor, nossos olhos têm um limite. Em alguns casos, o olhar humano pode não processar essa "ultramegablaster" concentração de pixels. Além disso, esses mesmos aparelhos que exibem imagens 4K também podem mostrá-las em 3D, um recurso não muito confortável depois de algumas horas.
Destaques
Com esses "obstáculos", as fabricantes têm de se desdobrar para criar aparelhos que chamem a atenção não só pela resolução. A Panasonic, por exemplo, saiu na frente com um televisor UHDTV de 56 polegadas finíssimo: tem apenas 12,7 mm de espessura (o iPhone 5, para comparação, tem 7,6 mm). O modelo, ainda protótipo, pesa cerca de 12 kg ou metade dos aparelhos concorrentes.

Outra TV que se sobressai no mar dos aparelhos 4K é a Samsung S9, com moldura vazada bastante estilosa, que serve como sistema de som. Um tanto extravagante, o design pode não agradar a todos os consumidores, mas ao menos diferencia o modelo da fabricante sul-coreana. O modelo que será vendido no mercado em 2013 (ainda sem preço nem data definidos) será o de 85 polegadas. Na CES 2013 havia outros tamanhos, ainda protótipos, imensos: 110 polegadas e 95 polegadas. 
Já a Sharp adicionou ao seu televisor 4K a tecnologia Moth Eye (algo como "olho de mariposa"), presente na série de TVs de LED Aquos. Ela faz com que a interferência da luz ambiente seja menor na tela do aparelho – assim você vê menos reflexos, principalmente nas cenas escuras. O modelo, de 70 polegadas, chega ainda em 2013 ao mercado. O preço não foi divulgado.

Para contornar o problema do conteúdo de ultrarresolução ainda escasso (o custo de produção desses vídeos ainda é alto), os aparelhos da Toshiba e da Sony vêm com um sistema capaz de "transformar" imagens menores em 4K. Para dar conta da tarefa, a série de Toshiba Cevo L9300 vem com processador quad-core. Os aparelhos serão vendidos nos tamanhos de 58, 65 e 84 polegadas.

A Sony tem tanto aparelhos LED como Oled (com maior nível de contraste do que a LED). O modelo KD-84X9005 é  vendido por US$ 25 mil (cerca de R$ 50 mil) nos Estados Unidos; o preço sugerido no Brasil é de R$ 100 mil (sob encomenda nas lojas Sony Store). As TVs de 56 polegadas (um Oled ainda protótipo) e de 65 polegadas (XBR-65X900A) chegam ao mercado em 2013 e não tiveram preço estabelecido.

Completam a turma do 4K os aparelhos da LG. Além da TV de 84 polegadas (LM9600), já vendida no Brasil por R$ 45 mil, chegam ao mercado em 2013 os tamanhos de 65 e 55 polegadas, com o Magic Remote.

O controle remoto ganhou um aperfeiçoamento no controle por voz -- agora a tecnologia está no controle remoto, não na TV. Dessa forma, mesmo que haja outra pessoa na sala falando, o usuário consegue operar a TV via comando de voz sem interferência. A empresa não divulgou a data exata de chegada em 2013 dos modelos novos, nem preços.
 Noticia retirada do UOL

Acessórios na CES 2013 turbinam bateria do celular e prometem amplificar som do iPhone

Foto 89 de 126 - Empresa In2uit exibe no evento sistema Boompack, com alto-falantes e microfone para o iPad. Pode ser útil, por exemplo, para usuários de Skype. Custa US$ 200 (cerca de R$ 400)Steve Marcus/Reuters

publicado por radiomaisto às 21:54
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Com resolução até 16 vezes maior que Full HD, novas TVs desafiam olho humano


  • Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
    Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
Ultrafinas, conectadas à internet, com controle remoto inteligente e tecnologia 3D. Características que antes eram consideradas "de ponta" em TVs ficam agora em segundo plano, diante da tecnologia 4K ou UHDTV (algo como ultra-alta definição). Só na CES 2013, feira de tecnologia em Las Vegas que chega ao fim nesta sexta-feira (11), cerca de 50 novos modelos foram apresentados – a maioria deles, sem data de lançamento ou preço definido.
Apesar de tanta qualidade de imagem -- que muitas vezes acaba causando um efeito de hiper-realidade, até exagerado --, os fabricantes ainda buscam outros recursos para fisgar o consumidor. Entram nessa lista espessura fina e design extravagante.

Antes de tudo, é preciso entender que estamos tratando aqui de uma resolução muito, muito alta. Os aparelhos 4K têm 3.840 pixels x 2.160 pixels (minúsculos pontos que juntos formam a imagem na tela) ou resolução quatro vezes maior que um aparelho Full HD (1.920 pixels x 1.080 pixels), encontrado atualmente nas lojas. Haja pixel.

Na CES 2013, fabricantes apostam em ultradefinição para aparelhos de TV

Foto 35 de 51 - Ela ainda não tem resolução 4K, mas é a primeira TV Oled no mundo com tela curva. Segundo a fabricante Samsung, o protótipo ajuda todos os espectadores a visualizarem a imagem com qualidade, independente da posição em relação ao aparelho Júlio César Guimarães/UOL
Se ao ler isso você desanimou com aquela TV de alta definição que tem em sua sala, saiba que a situação fica ainda mais grave. Também na CES foram exibidos protótipos de TVs com 8K: elas têm 7.680 pixels × 4.320 pixels, uma resolução 16 vezes superior ao tal aparelho Full HD.

Um desses modelos, da Sharp, foi visto de perto pelo UOL Tecnologia. A imagem é tão estupidamente nítida e com cores tão vivas que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam "ao vivo" aquela mesma cena que aparece na telona da televisão.

Embora a tecnologia da ultradefinição seja impressionante, o "excesso de resolução" tem um limite – ou melhor, nossos olhos têm um limite. Em alguns casos, o olhar humano pode não processar essa "ultramegablaster" concentração de pixels. Além disso, esses mesmos aparelhos que exibem imagens 4K também podem mostrá-las em 3D, um recurso não muito confortável depois de algumas horas.
Destaques
Com esses "obstáculos", as fabricantes têm de se desdobrar para criar aparelhos que chamem a atenção não só pela resolução. A Panasonic, por exemplo, saiu na frente com um televisor UHDTV de 56 polegadas finíssimo: tem apenas 12,7 mm de espessura (o iPhone 5, para comparação, tem 7,6 mm). O modelo, ainda protótipo, pesa cerca de 12 kg ou metade dos aparelhos concorrentes.

Outra TV que se sobressai no mar dos aparelhos 4K é a Samsung S9, com moldura vazada bastante estilosa, que serve como sistema de som. Um tanto extravagante, o design pode não agradar a todos os consumidores, mas ao menos diferencia o modelo da fabricante sul-coreana. O modelo que será vendido no mercado em 2013 (ainda sem preço nem data definidos) será o de 85 polegadas. Na CES 2013 havia outros tamanhos, ainda protótipos, imensos: 110 polegadas e 95 polegadas. 
Já a Sharp adicionou ao seu televisor 4K a tecnologia Moth Eye (algo como "olho de mariposa"), presente na série de TVs de LED Aquos. Ela faz com que a interferência da luz ambiente seja menor na tela do aparelho – assim você vê menos reflexos, principalmente nas cenas escuras. O modelo, de 70 polegadas, chega ainda em 2013 ao mercado. O preço não foi divulgado.

Para contornar o problema do conteúdo de ultrarresolução ainda escasso (o custo de produção desses vídeos ainda é alto), os aparelhos da Toshiba e da Sony vêm com um sistema capaz de "transformar" imagens menores em 4K. Para dar conta da tarefa, a série de Toshiba Cevo L9300 vem com processador quad-core. Os aparelhos serão vendidos nos tamanhos de 58, 65 e 84 polegadas.

A Sony tem tanto aparelhos LED como Oled (com maior nível de contraste do que a LED). O modelo KD-84X9005 é  vendido por US$ 25 mil (cerca de R$ 50 mil) nos Estados Unidos; o preço sugerido no Brasil é de R$ 100 mil (sob encomenda nas lojas Sony Store). As TVs de 56 polegadas (um Oled ainda protótipo) e de 65 polegadas (XBR-65X900A) chegam ao mercado em 2013 e não tiveram preço estabelecido.

Completam a turma do 4K os aparelhos da LG. Além da TV de 84 polegadas (LM9600), já vendida no Brasil por R$ 45 mil, chegam ao mercado em 2013 os tamanhos de 65 e 55 polegadas, com o Magic Remote.

O controle remoto ganhou um aperfeiçoamento no controle por voz -- agora a tecnologia está no controle remoto, não na TV. Dessa forma, mesmo que haja outra pessoa na sala falando, o usuário consegue operar a TV via comando de voz sem interferência. A empresa não divulgou a data exata de chegada em 2013 dos modelos novos, nem preços.
 Noticia retirada do UOL

Acessórios na CES 2013 turbinam bateria do celular e prometem amplificar som do iPhone

Foto 89 de 126 - Empresa In2uit exibe no evento sistema Boompack, com alto-falantes e microfone para o iPad. Pode ser útil, por exemplo, para usuários de Skype. Custa US$ 200 (cerca de R$ 400)Steve Marcus/Reuters

publicado por radiomaisto às 15:54
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Com resolução até 16 vezes maior que Full HD, novas TVs desafiam olho humano


  • Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
    Protótipo da Sharp com resolução 8K, 16 vezes maior que a de um aparelho Full HD. A imagem é tão nítida, com cores tão vivas, que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam 'ao vivo' uma cena assim
Ultrafinas, conectadas à internet, com controle remoto inteligente e tecnologia 3D. Características que antes eram consideradas "de ponta" em TVs ficam agora em segundo plano, diante da tecnologia 4K ou UHDTV (algo como ultra-alta definição). Só na CES 2013, feira de tecnologia em Las Vegas que chega ao fim nesta sexta-feira (11), cerca de 50 novos modelos foram apresentados – a maioria deles, sem data de lançamento ou preço definido.
Apesar de tanta qualidade de imagem -- que muitas vezes acaba causando um efeito de hiper-realidade, até exagerado --, os fabricantes ainda buscam outros recursos para fisgar o consumidor. Entram nessa lista espessura fina e design extravagante.

Antes de tudo, é preciso entender que estamos tratando aqui de uma resolução muito, muito alta. Os aparelhos 4K têm 3.840 pixels x 2.160 pixels (minúsculos pontos que juntos formam a imagem na tela) ou resolução quatro vezes maior que um aparelho Full HD (1.920 pixels x 1.080 pixels), encontrado atualmente nas lojas. Haja pixel.

Na CES 2013, fabricantes apostam em ultradefinição para aparelhos de TV

Foto 35 de 51 - Ela ainda não tem resolução 4K, mas é a primeira TV Oled no mundo com tela curva. Segundo a fabricante Samsung, o protótipo ajuda todos os espectadores a visualizarem a imagem com qualidade, independente da posição em relação ao aparelho Júlio César Guimarães/UOL
Se ao ler isso você desanimou com aquela TV de alta definição que tem em sua sala, saiba que a situação fica ainda mais grave. Também na CES foram exibidos protótipos de TVs com 8K: elas têm 7.680 pixels × 4.320 pixels, uma resolução 16 vezes superior ao tal aparelho Full HD.

Um desses modelos, da Sharp, foi visto de perto pelo UOL Tecnologia. A imagem é tão estupidamente nítida e com cores tão vivas que chega a ser hiper-realista: nossos olhos nunca veriam "ao vivo" aquela mesma cena que aparece na telona da televisão.

Embora a tecnologia da ultradefinição seja impressionante, o "excesso de resolução" tem um limite – ou melhor, nossos olhos têm um limite. Em alguns casos, o olhar humano pode não processar essa "ultramegablaster" concentração de pixels. Além disso, esses mesmos aparelhos que exibem imagens 4K também podem mostrá-las em 3D, um recurso não muito confortável depois de algumas horas.
Destaques
Com esses "obstáculos", as fabricantes têm de se desdobrar para criar aparelhos que chamem a atenção não só pela resolução. A Panasonic, por exemplo, saiu na frente com um televisor UHDTV de 56 polegadas finíssimo: tem apenas 12,7 mm de espessura (o iPhone 5, para comparação, tem 7,6 mm). O modelo, ainda protótipo, pesa cerca de 12 kg ou metade dos aparelhos concorrentes.

Outra TV que se sobressai no mar dos aparelhos 4K é a Samsung S9, com moldura vazada bastante estilosa, que serve como sistema de som. Um tanto extravagante, o design pode não agradar a todos os consumidores, mas ao menos diferencia o modelo da fabricante sul-coreana. O modelo que será vendido no mercado em 2013 (ainda sem preço nem data definidos) será o de 85 polegadas. Na CES 2013 havia outros tamanhos, ainda protótipos, imensos: 110 polegadas e 95 polegadas. 
Já a Sharp adicionou ao seu televisor 4K a tecnologia Moth Eye (algo como "olho de mariposa"), presente na série de TVs de LED Aquos. Ela faz com que a interferência da luz ambiente seja menor na tela do aparelho – assim você vê menos reflexos, principalmente nas cenas escuras. O modelo, de 70 polegadas, chega ainda em 2013 ao mercado. O preço não foi divulgado.

Para contornar o problema do conteúdo de ultrarresolução ainda escasso (o custo de produção desses vídeos ainda é alto), os aparelhos da Toshiba e da Sony vêm com um sistema capaz de "transformar" imagens menores em 4K. Para dar conta da tarefa, a série de Toshiba Cevo L9300 vem com processador quad-core. Os aparelhos serão vendidos nos tamanhos de 58, 65 e 84 polegadas.

A Sony tem tanto aparelhos LED como Oled (com maior nível de contraste do que a LED). O modelo KD-84X9005 é  vendido por US$ 25 mil (cerca de R$ 50 mil) nos Estados Unidos; o preço sugerido no Brasil é de R$ 100 mil (sob encomenda nas lojas Sony Store). As TVs de 56 polegadas (um Oled ainda protótipo) e de 65 polegadas (XBR-65X900A) chegam ao mercado em 2013 e não tiveram preço estabelecido.

Completam a turma do 4K os aparelhos da LG. Além da TV de 84 polegadas (LM9600), já vendida no Brasil por R$ 45 mil, chegam ao mercado em 2013 os tamanhos de 65 e 55 polegadas, com o Magic Remote.

O controle remoto ganhou um aperfeiçoamento no controle por voz -- agora a tecnologia está no controle remoto, não na TV. Dessa forma, mesmo que haja outra pessoa na sala falando, o usuário consegue operar a TV via comando de voz sem interferência. A empresa não divulgou a data exata de chegada em 2013 dos modelos novos, nem preços.
 Noticia retirada do UOL

Acessórios na CES 2013 turbinam bateria do celular e prometem amplificar som do iPhone

Foto 89 de 126 - Empresa In2uit exibe no evento sistema Boompack, com alto-falantes e microfone para o iPad. Pode ser útil, por exemplo, para usuários de Skype. Custa US$ 200 (cerca de R$ 400)Steve Marcus/Reuters

publicado por radiomaisto às 15:54
link do post | comentar | favorito
| partilhar

.Visita

contador de visitantes

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Philips lança novos model...

. Philips lança novos model...

. Philips lança novos model...

. Philips lança novos model...

. Com resolução até 16 veze...

. Com resolução até 16 veze...

. Com resolução até 16 veze...

. Com resolução até 16 veze...

. Com resolução até 16 veze...

. Com resolução até 16 veze...

.arquivos

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.links

.Noticia 1

.Previsão do Tempo

.as minhas fotos

.subscrever feeds

SAPO Blogs