.Radio Mais

.Veja no blog da Radio Mais

Quarta-feira, 12 de Junho de 2013

Como construir uma relação a dois baseada na Honestidade


Alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.
Estudos mostram que entre 30% e 60% dos indivíduos casados nos Estados Unidos terão um caso fora do casamento em algum momento da vida. A infidelidade tem aumentado significativamente entre casais na faixa dos 20 anos, como informou o Wall Street Journal ."Entre 1991 e 2006, o número de esposas infiéis com menos de 30 anos aumentou em 20% e o de maridos 45%. As informações são do site YourTango.

Mesmo sem saber os números exatos, a maioria das pessoas sabe da frequência das traições entre casais. Quem não foi traído já traiu ou conhece alguém que já enfrentou a situação: ou seja, a monogamia não funciona muito bem para os humanos. Pensando nisso, alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.

Um estudo feito pela Sociedade Internacional de Medicina Sexual mostra que "as pessoas infiéis são menos propensas a praticar sexo seguro do que as que vivem em um relacionamento aberto” e sugere que os casais liberais ficam menos com outros parceiros do que os tradicionais. Mas como manter um relacionamento sadio e honesto? Veja algumas dicas reunidas pelo site, que indicam pistas para fortalecer a vida a dois e manter ambos menos propensos a crescerem separados. 
Mantenha as amizades: seus amigos trazem diferentes aspectos de sua personalidade, e essas relações ajudam você a não se perder no relacionamento. Bons amigos também oferecem atributos diversos às nossas vidas e podem dar apoio nos momentos difíceis; além de ajudarem a amenizar a pressão que depositamos em apenas uma pessoa ao nos relacionarmos.
Expanda o seu mundo: faça novos amigos e tente coisas novas. Uma pesquisa mostrou que ter um número considerável de amigos íntimos acrescenta anos à sua vida. Quando a pessoa fecha seu mundo para acomodar o outro, a relação sofre. Experimente novas atividades em conjunto com ele também, e esteja aberta aos interesses de cada um.
Continue sendo a pessoa que você era antes de começar a se relacionar: quando você desiste de aspectos próprios, deixa de ser a pessoa que conquistou o parceiro. Ao se moldar de acordo com ele, perde a vitalidade e prejudica a vida a dois.
Permita ao parceiro manter amigos (independentemente do sexo): ao restringir o movimento do seu parceiro, ele vai começar a se ressentir e pode perder o interesse na relação. Seu parceiro precisa manter os amigos pelas mesmas razões que você também tem essa necessidade.
Não minta nem omita: significa não se envolver em atividades com outros homens ou mulheres que não esteja disposta a contar ao parceiro. A verdade é a melhor escolha nessas situações. Quando as pessoas descobrem que foram enganadas por alguém querido, perdem a confiança.
Não fale sobre problemas de relacionamento com um affair: usar alguém que não é imparcial como confidente é imprudente e pode distanciar você do seu parceiro. Afinal, o interesse por essa outra pessoa pode intensificar as suas mágoas atuais.
Não cause ciúmes: esta é uma forma de manipulação. Mesmo que chame a atenção do parceiro, ele não vai gostar e pode, aos poucos, perder o interesse.
Não crie falsas expectativas em outras pessoas que possam estar interessadas emocionalmente em você: seja clara sobre seus limites. Se você quer apenas se divertir, expectativas podem levar o seu parceiro verdadeiro a sentir insegurança caso o affair comece a mandar flores e fazer declarações.


Fonte: Mulher Terra

publicado por radiomaisto às 07:00
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Como construir uma relação a dois baseada na Honestidade


Alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.
Estudos mostram que entre 30% e 60% dos indivíduos casados nos Estados Unidos terão um caso fora do casamento em algum momento da vida. A infidelidade tem aumentado significativamente entre casais na faixa dos 20 anos, como informou o Wall Street Journal ."Entre 1991 e 2006, o número de esposas infiéis com menos de 30 anos aumentou em 20% e o de maridos 45%. As informações são do site YourTango.

Mesmo sem saber os números exatos, a maioria das pessoas sabe da frequência das traições entre casais. Quem não foi traído já traiu ou conhece alguém que já enfrentou a situação: ou seja, a monogamia não funciona muito bem para os humanos. Pensando nisso, alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.

Um estudo feito pela Sociedade Internacional de Medicina Sexual mostra que "as pessoas infiéis são menos propensas a praticar sexo seguro do que as que vivem em um relacionamento aberto” e sugere que os casais liberais ficam menos com outros parceiros do que os tradicionais. Mas como manter um relacionamento sadio e honesto? Veja algumas dicas reunidas pelo site, que indicam pistas para fortalecer a vida a dois e manter ambos menos propensos a crescerem separados. 
Mantenha as amizades: seus amigos trazem diferentes aspectos de sua personalidade, e essas relações ajudam você a não se perder no relacionamento. Bons amigos também oferecem atributos diversos às nossas vidas e podem dar apoio nos momentos difíceis; além de ajudarem a amenizar a pressão que depositamos em apenas uma pessoa ao nos relacionarmos.
Expanda o seu mundo: faça novos amigos e tente coisas novas. Uma pesquisa mostrou que ter um número considerável de amigos íntimos acrescenta anos à sua vida. Quando a pessoa fecha seu mundo para acomodar o outro, a relação sofre. Experimente novas atividades em conjunto com ele também, e esteja aberta aos interesses de cada um.
Continue sendo a pessoa que você era antes de começar a se relacionar: quando você desiste de aspectos próprios, deixa de ser a pessoa que conquistou o parceiro. Ao se moldar de acordo com ele, perde a vitalidade e prejudica a vida a dois.
Permita ao parceiro manter amigos (independentemente do sexo): ao restringir o movimento do seu parceiro, ele vai começar a se ressentir e pode perder o interesse na relação. Seu parceiro precisa manter os amigos pelas mesmas razões que você também tem essa necessidade.
Não minta nem omita: significa não se envolver em atividades com outros homens ou mulheres que não esteja disposta a contar ao parceiro. A verdade é a melhor escolha nessas situações. Quando as pessoas descobrem que foram enganadas por alguém querido, perdem a confiança.
Não fale sobre problemas de relacionamento com um affair: usar alguém que não é imparcial como confidente é imprudente e pode distanciar você do seu parceiro. Afinal, o interesse por essa outra pessoa pode intensificar as suas mágoas atuais.
Não cause ciúmes: esta é uma forma de manipulação. Mesmo que chame a atenção do parceiro, ele não vai gostar e pode, aos poucos, perder o interesse.
Não crie falsas expectativas em outras pessoas que possam estar interessadas emocionalmente em você: seja clara sobre seus limites. Se você quer apenas se divertir, expectativas podem levar o seu parceiro verdadeiro a sentir insegurança caso o affair comece a mandar flores e fazer declarações.


Fonte: Mulher Terra

publicado por radiomaisto às 07:00
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Como construir uma relação a dois baseada na Honestidade


Alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.
Estudos mostram que entre 30% e 60% dos indivíduos casados nos Estados Unidos terão um caso fora do casamento em algum momento da vida. A infidelidade tem aumentado significativamente entre casais na faixa dos 20 anos, como informou o Wall Street Journal ."Entre 1991 e 2006, o número de esposas infiéis com menos de 30 anos aumentou em 20% e o de maridos 45%. As informações são do site YourTango.

Mesmo sem saber os números exatos, a maioria das pessoas sabe da frequência das traições entre casais. Quem não foi traído já traiu ou conhece alguém que já enfrentou a situação: ou seja, a monogamia não funciona muito bem para os humanos. Pensando nisso, alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.

Um estudo feito pela Sociedade Internacional de Medicina Sexual mostra que "as pessoas infiéis são menos propensas a praticar sexo seguro do que as que vivem em um relacionamento aberto” e sugere que os casais liberais ficam menos com outros parceiros do que os tradicionais. Mas como manter um relacionamento sadio e honesto? Veja algumas dicas reunidas pelo site, que indicam pistas para fortalecer a vida a dois e manter ambos menos propensos a crescerem separados. 
Mantenha as amizades: seus amigos trazem diferentes aspectos de sua personalidade, e essas relações ajudam você a não se perder no relacionamento. Bons amigos também oferecem atributos diversos às nossas vidas e podem dar apoio nos momentos difíceis; além de ajudarem a amenizar a pressão que depositamos em apenas uma pessoa ao nos relacionarmos.
Expanda o seu mundo: faça novos amigos e tente coisas novas. Uma pesquisa mostrou que ter um número considerável de amigos íntimos acrescenta anos à sua vida. Quando a pessoa fecha seu mundo para acomodar o outro, a relação sofre. Experimente novas atividades em conjunto com ele também, e esteja aberta aos interesses de cada um.
Continue sendo a pessoa que você era antes de começar a se relacionar: quando você desiste de aspectos próprios, deixa de ser a pessoa que conquistou o parceiro. Ao se moldar de acordo com ele, perde a vitalidade e prejudica a vida a dois.
Permita ao parceiro manter amigos (independentemente do sexo): ao restringir o movimento do seu parceiro, ele vai começar a se ressentir e pode perder o interesse na relação. Seu parceiro precisa manter os amigos pelas mesmas razões que você também tem essa necessidade.
Não minta nem omita: significa não se envolver em atividades com outros homens ou mulheres que não esteja disposta a contar ao parceiro. A verdade é a melhor escolha nessas situações. Quando as pessoas descobrem que foram enganadas por alguém querido, perdem a confiança.
Não fale sobre problemas de relacionamento com um affair: usar alguém que não é imparcial como confidente é imprudente e pode distanciar você do seu parceiro. Afinal, o interesse por essa outra pessoa pode intensificar as suas mágoas atuais.
Não cause ciúmes: esta é uma forma de manipulação. Mesmo que chame a atenção do parceiro, ele não vai gostar e pode, aos poucos, perder o interesse.
Não crie falsas expectativas em outras pessoas que possam estar interessadas emocionalmente em você: seja clara sobre seus limites. Se você quer apenas se divertir, expectativas podem levar o seu parceiro verdadeiro a sentir insegurança caso o affair comece a mandar flores e fazer declarações.


Fonte: Mulher Terra

publicado por radiomaisto às 03:00
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Como construir uma relação a dois baseada na Honestidade


Alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.
Estudos mostram que entre 30% e 60% dos indivíduos casados nos Estados Unidos terão um caso fora do casamento em algum momento da vida. A infidelidade tem aumentado significativamente entre casais na faixa dos 20 anos, como informou o Wall Street Journal ."Entre 1991 e 2006, o número de esposas infiéis com menos de 30 anos aumentou em 20% e o de maridos 45%. As informações são do site YourTango.

Mesmo sem saber os números exatos, a maioria das pessoas sabe da frequência das traições entre casais. Quem não foi traído já traiu ou conhece alguém que já enfrentou a situação: ou seja, a monogamia não funciona muito bem para os humanos. Pensando nisso, alguns casais fazem acordos de pequenas exceções de fidelidade sexual ou que possibilite mais liberdade, sem que seja preciso mentir. No acerto, há uma coisa que não pode ser quebrada: a honestidade.

Um estudo feito pela Sociedade Internacional de Medicina Sexual mostra que "as pessoas infiéis são menos propensas a praticar sexo seguro do que as que vivem em um relacionamento aberto” e sugere que os casais liberais ficam menos com outros parceiros do que os tradicionais. Mas como manter um relacionamento sadio e honesto? Veja algumas dicas reunidas pelo site, que indicam pistas para fortalecer a vida a dois e manter ambos menos propensos a crescerem separados. 
Mantenha as amizades: seus amigos trazem diferentes aspectos de sua personalidade, e essas relações ajudam você a não se perder no relacionamento. Bons amigos também oferecem atributos diversos às nossas vidas e podem dar apoio nos momentos difíceis; além de ajudarem a amenizar a pressão que depositamos em apenas uma pessoa ao nos relacionarmos.
Expanda o seu mundo: faça novos amigos e tente coisas novas. Uma pesquisa mostrou que ter um número considerável de amigos íntimos acrescenta anos à sua vida. Quando a pessoa fecha seu mundo para acomodar o outro, a relação sofre. Experimente novas atividades em conjunto com ele também, e esteja aberta aos interesses de cada um.
Continue sendo a pessoa que você era antes de começar a se relacionar: quando você desiste de aspectos próprios, deixa de ser a pessoa que conquistou o parceiro. Ao se moldar de acordo com ele, perde a vitalidade e prejudica a vida a dois.
Permita ao parceiro manter amigos (independentemente do sexo): ao restringir o movimento do seu parceiro, ele vai começar a se ressentir e pode perder o interesse na relação. Seu parceiro precisa manter os amigos pelas mesmas razões que você também tem essa necessidade.
Não minta nem omita: significa não se envolver em atividades com outros homens ou mulheres que não esteja disposta a contar ao parceiro. A verdade é a melhor escolha nessas situações. Quando as pessoas descobrem que foram enganadas por alguém querido, perdem a confiança.
Não fale sobre problemas de relacionamento com um affair: usar alguém que não é imparcial como confidente é imprudente e pode distanciar você do seu parceiro. Afinal, o interesse por essa outra pessoa pode intensificar as suas mágoas atuais.
Não cause ciúmes: esta é uma forma de manipulação. Mesmo que chame a atenção do parceiro, ele não vai gostar e pode, aos poucos, perder o interesse.
Não crie falsas expectativas em outras pessoas que possam estar interessadas emocionalmente em você: seja clara sobre seus limites. Se você quer apenas se divertir, expectativas podem levar o seu parceiro verdadeiro a sentir insegurança caso o affair comece a mandar flores e fazer declarações.


Fonte: Mulher Terra

publicado por radiomaisto às 03:00
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Domingo, 9 de Junho de 2013

Brasileiros podem ser afetados por espionagem do governo dos EUA


Documento vazado mostra que o PRISM não monitora apenas atividade no país, mas a comunicação que circula pelos servidores de lá

Reprodução
vigilância privacidade
A notícia de que o governo americano trabalha com as maiores empresas de tecnologia do mundo para espionagem de usuários pode passar despercebida para os brasileiros, mas não deveria. Isso porque boa parte da comunicação brasileira na internet passa diretamente pelos backbones americanos, e está sujeita a vigilância.

O documento vazado que detalha como funciona o "PRISM" mostra como o grosso das informações que circulam na internet trafegam por meio de grandes empresas do país; justamente as empresas que têm parceria com o programa.

Reprodução

(Tráfego de dados entre continentes Fonte: Washington Post)

Segundo o documento de abril de 2013, que leva em conta um estudo de 2011 da TeleGeography, trafegam entre a América Anglo-saxônica (EUA e Canadá) e a América Latina cerca de 3 mil gigabits de dados por segundo. E toda essa informação pode ser diretamente monitorada pelo governo americano.

Além disso, é importante ressaltar que o Brasil é o país da América Latina com maior presença na internet, até pelo tamanho de sua população. Os brasileiros estão entre dos maiores usuários de redes sociais do mundo, ficando apenas atrás dos próprios Estados Unidos em número de usuários ativos no Facebook, que é um dos participantes do PRISM.

Reprodução

O problema pode ser visto em caso recente, em que a justiça brasileira entrou em disputa com o Google, que resistia em repassar informações de usuários que eram investigados por formação de quadrilha, corrupção passiva, fraude à licitação lavagem de dinheiro, advocacia administrativa e tráfico de influência. A empresa, no entanto, afirmava que os dados não poderiam ser repassados porque estavam armazenados nos Estados Unidos, onde a legislação brasileira não se aplica.

Noticia retirada do Olhar Digital

publicado por radiomaisto às 11:44
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Brasileiros podem ser afetados por espionagem do governo dos EUA


Documento vazado mostra que o PRISM não monitora apenas atividade no país, mas a comunicação que circula pelos servidores de lá

Reprodução
vigilância privacidade
A notícia de que o governo americano trabalha com as maiores empresas de tecnologia do mundo para espionagem de usuários pode passar despercebida para os brasileiros, mas não deveria. Isso porque boa parte da comunicação brasileira na internet passa diretamente pelos backbones americanos, e está sujeita a vigilância.

O documento vazado que detalha como funciona o "PRISM" mostra como o grosso das informações que circulam na internet trafegam por meio de grandes empresas do país; justamente as empresas que têm parceria com o programa.

Reprodução

(Tráfego de dados entre continentes Fonte: Washington Post)

Segundo o documento de abril de 2013, que leva em conta um estudo de 2011 da TeleGeography, trafegam entre a América Anglo-saxônica (EUA e Canadá) e a América Latina cerca de 3 mil gigabits de dados por segundo. E toda essa informação pode ser diretamente monitorada pelo governo americano.

Além disso, é importante ressaltar que o Brasil é o país da América Latina com maior presença na internet, até pelo tamanho de sua população. Os brasileiros estão entre dos maiores usuários de redes sociais do mundo, ficando apenas atrás dos próprios Estados Unidos em número de usuários ativos no Facebook, que é um dos participantes do PRISM.

Reprodução

O problema pode ser visto em caso recente, em que a justiça brasileira entrou em disputa com o Google, que resistia em repassar informações de usuários que eram investigados por formação de quadrilha, corrupção passiva, fraude à licitação lavagem de dinheiro, advocacia administrativa e tráfico de influência. A empresa, no entanto, afirmava que os dados não poderiam ser repassados porque estavam armazenados nos Estados Unidos, onde a legislação brasileira não se aplica.

Noticia retirada do Olhar Digital

publicado por radiomaisto às 11:44
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Brasileiros podem ser afetados por espionagem do governo dos EUA


Documento vazado mostra que o PRISM não monitora apenas atividade no país, mas a comunicação que circula pelos servidores de lá

Reprodução
vigilância privacidade
A notícia de que o governo americano trabalha com as maiores empresas de tecnologia do mundo para espionagem de usuários pode passar despercebida para os brasileiros, mas não deveria. Isso porque boa parte da comunicação brasileira na internet passa diretamente pelos backbones americanos, e está sujeita a vigilância.

O documento vazado que detalha como funciona o "PRISM" mostra como o grosso das informações que circulam na internet trafegam por meio de grandes empresas do país; justamente as empresas que têm parceria com o programa.

Reprodução

(Tráfego de dados entre continentes Fonte: Washington Post)

Segundo o documento de abril de 2013, que leva em conta um estudo de 2011 da TeleGeography, trafegam entre a América Anglo-saxônica (EUA e Canadá) e a América Latina cerca de 3 mil gigabits de dados por segundo. E toda essa informação pode ser diretamente monitorada pelo governo americano.

Além disso, é importante ressaltar que o Brasil é o país da América Latina com maior presença na internet, até pelo tamanho de sua população. Os brasileiros estão entre dos maiores usuários de redes sociais do mundo, ficando apenas atrás dos próprios Estados Unidos em número de usuários ativos no Facebook, que é um dos participantes do PRISM.

Reprodução

O problema pode ser visto em caso recente, em que a justiça brasileira entrou em disputa com o Google, que resistia em repassar informações de usuários que eram investigados por formação de quadrilha, corrupção passiva, fraude à licitação lavagem de dinheiro, advocacia administrativa e tráfico de influência. A empresa, no entanto, afirmava que os dados não poderiam ser repassados porque estavam armazenados nos Estados Unidos, onde a legislação brasileira não se aplica.

Noticia retirada do Olhar Digital

publicado por radiomaisto às 07:44
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Brasileiros podem ser afetados por espionagem do governo dos EUA


Documento vazado mostra que o PRISM não monitora apenas atividade no país, mas a comunicação que circula pelos servidores de lá

Reprodução
vigilância privacidade
A notícia de que o governo americano trabalha com as maiores empresas de tecnologia do mundo para espionagem de usuários pode passar despercebida para os brasileiros, mas não deveria. Isso porque boa parte da comunicação brasileira na internet passa diretamente pelos backbones americanos, e está sujeita a vigilância.

O documento vazado que detalha como funciona o "PRISM" mostra como o grosso das informações que circulam na internet trafegam por meio de grandes empresas do país; justamente as empresas que têm parceria com o programa.

Reprodução

(Tráfego de dados entre continentes Fonte: Washington Post)

Segundo o documento de abril de 2013, que leva em conta um estudo de 2011 da TeleGeography, trafegam entre a América Anglo-saxônica (EUA e Canadá) e a América Latina cerca de 3 mil gigabits de dados por segundo. E toda essa informação pode ser diretamente monitorada pelo governo americano.

Além disso, é importante ressaltar que o Brasil é o país da América Latina com maior presença na internet, até pelo tamanho de sua população. Os brasileiros estão entre dos maiores usuários de redes sociais do mundo, ficando apenas atrás dos próprios Estados Unidos em número de usuários ativos no Facebook, que é um dos participantes do PRISM.

Reprodução

O problema pode ser visto em caso recente, em que a justiça brasileira entrou em disputa com o Google, que resistia em repassar informações de usuários que eram investigados por formação de quadrilha, corrupção passiva, fraude à licitação lavagem de dinheiro, advocacia administrativa e tráfico de influência. A empresa, no entanto, afirmava que os dados não poderiam ser repassados porque estavam armazenados nos Estados Unidos, onde a legislação brasileira não se aplica.

Noticia retirada do Olhar Digital

publicado por radiomaisto às 07:44
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sábado, 8 de Junho de 2013

...

Gilson Kleina recua a equipe e quer os jogadores explorando o contra-ataque
Gilson Kleina recua a equipe e quer os jogadores explorando o contra-ataque

Palmeiras recua e muda estilo para encarar Sport na Ilha do Retiro


Os dois principais favoritos na Série B do Campeonato Brasileiro, Sport e Palmeiras, medem força neste sábado às 16h10, na Ilha do Retiro. O jogo já tem pinta de decisão tal status que ambos os times carregam.

E por respeitar o adversário, o treinador Gilson Kleina muda o estilo de jogo do Palmeiras na quinta rodada da competição. O treinador recua a equipe e quer os jogadores explorando o contra-ataque.

“Nós tivemos que atacar em duelos anteriores, e fizemos isso bem. Agora é outra situação. Precisamos ter paciência, sabedoria, e jogar com velocidade. O adversário de tradição e torcida precisa ser respeitado.
Ampliar

Gilson Kleina, técnico de Futebol43 fotos

43 / 43
Gilson Kleina concede entrevista coletiva para anunciar que permanece na Ponte PretaDivulgação/Ponte Preta
A escolha de Kleina foi a de manter o mesmo time que iniciou o duelo contra o Avaí na última terça-feira. Isso significa que o trio de ataque será formado por Leandro, Caio e Vinicius.
Caio é a grande aposta do treinador. Sendo o único centroavante em condições de jogo no elenco – Kleber Pinheiro está lesionado -, Kleina o coloca como peça essencial no esquema de jogo.

“O Caio faz o papel importante de parede que precisamos manter no nosso time. Ele é o responsável por mantermos esse padrão. Tem potencial de sobra, e confio muito nele”, destacou o treinador.

No Sport, o técnico Marcelo Martelotte promoveu duas mudanças em relação ao time que goleou o Guaratinguetá por 4 a 1 na última rodada. Rithely vai jogar improvisado na lateral-direita Com isso, o comandante precisou mexer no posicionamento do volante Anderson Pedra, que deve ajudar na proteção da zaga, como fez na etapa final contra o Guará.

Ficha Técnica - Sport X Palmeiras
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data/Hora: 8/6/2013, às 16h20
Árbitro: Wagner Reway
Auxiliares: Paulo César Silva Faria e Fabio Rodrigo Rubinho

Sport: Magrão; Rithely, Gabriel, Tobi e Marcelo Cordeiro; Renan Teixeira, Anderson Pedra, Lucas Lima e Camilo; Felipe Azevedo e Marcos Aurélio - Técnico: Marcelo Martelotte.

Palmeiras: Bruno; Ayrton, Henrique, Maurício Ramos e Juninho; Márcio Araújo, Charles e Tiago Real; Leandro, Caio e Vinicius - Técnico: Gilson Kleina


Noticia retirada do UOL Esporte

publicado por radiomaisto às 11:55
link do post | comentar | favorito
| partilhar

...

Gilson Kleina recua a equipe e quer os jogadores explorando o contra-ataque
Gilson Kleina recua a equipe e quer os jogadores explorando o contra-ataque

Palmeiras recua e muda estilo para encarar Sport na Ilha do Retiro


Os dois principais favoritos na Série B do Campeonato Brasileiro, Sport e Palmeiras, medem força neste sábado às 16h10, na Ilha do Retiro. O jogo já tem pinta de decisão tal status que ambos os times carregam.

E por respeitar o adversário, o treinador Gilson Kleina muda o estilo de jogo do Palmeiras na quinta rodada da competição. O treinador recua a equipe e quer os jogadores explorando o contra-ataque.

“Nós tivemos que atacar em duelos anteriores, e fizemos isso bem. Agora é outra situação. Precisamos ter paciência, sabedoria, e jogar com velocidade. O adversário de tradição e torcida precisa ser respeitado.
Ampliar

Gilson Kleina, técnico de Futebol43 fotos

43 / 43
Gilson Kleina concede entrevista coletiva para anunciar que permanece na Ponte PretaDivulgação/Ponte Preta
A escolha de Kleina foi a de manter o mesmo time que iniciou o duelo contra o Avaí na última terça-feira. Isso significa que o trio de ataque será formado por Leandro, Caio e Vinicius.
Caio é a grande aposta do treinador. Sendo o único centroavante em condições de jogo no elenco – Kleber Pinheiro está lesionado -, Kleina o coloca como peça essencial no esquema de jogo.

“O Caio faz o papel importante de parede que precisamos manter no nosso time. Ele é o responsável por mantermos esse padrão. Tem potencial de sobra, e confio muito nele”, destacou o treinador.

No Sport, o técnico Marcelo Martelotte promoveu duas mudanças em relação ao time que goleou o Guaratinguetá por 4 a 1 na última rodada. Rithely vai jogar improvisado na lateral-direita Com isso, o comandante precisou mexer no posicionamento do volante Anderson Pedra, que deve ajudar na proteção da zaga, como fez na etapa final contra o Guará.

Ficha Técnica - Sport X Palmeiras
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data/Hora: 8/6/2013, às 16h20
Árbitro: Wagner Reway
Auxiliares: Paulo César Silva Faria e Fabio Rodrigo Rubinho

Sport: Magrão; Rithely, Gabriel, Tobi e Marcelo Cordeiro; Renan Teixeira, Anderson Pedra, Lucas Lima e Camilo; Felipe Azevedo e Marcos Aurélio - Técnico: Marcelo Martelotte.

Palmeiras: Bruno; Ayrton, Henrique, Maurício Ramos e Juninho; Márcio Araújo, Charles e Tiago Real; Leandro, Caio e Vinicius - Técnico: Gilson Kleina


Noticia retirada do UOL Esporte

publicado por radiomaisto às 11:55
link do post | comentar | favorito
| partilhar

.Visita

contador de visitantes

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Melhores apps de Windows ...

. Infográfico mostra a traj...

. Game of Thrones, Imagens ...

. COM TRÊS GOLS DE HENRIQUE...

. Valdivia explica "desabaf...

. Confira a sinopse do segu...

. Saga Crepúsculo ganhará c...

. Orkuti: brasileiro cria r...

. 10 curiosidades muito int...

. As 17 árvores mais incrív...

.arquivos

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.links

.Noticia 1

.Previsão do Tempo

.as minhas fotos

.subscrever feeds

SAPO Blogs